Sozinho, bombeiro espanhol realiza sonho de velejar o mundo pela segunda vez

Por: Redação -
03/03/2021
Didac quando cruzou a linha de chegada, no dia 13/02 - Imagem: JEAN-LOUIS CARLI/ALEA

Completar duas voltas ao mundo sozinho, sem escalas ou assistência é um sucesso ao alcance de poucos velejadores. Nesse cenário, Didac Costa se tornou o primeiro velejador espanhol a completar duas edições da Vendée Globe, que terminou há pouco menos de um mês.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Além disso, o mais surpreendente é que Didac Costa nem velejador profissional é. Na realidade, ele é um bombeiro de Barcelona que realizou seu sonho de viajar pelos oceanos mais inóspitos em duas oportunidades.

Didac Costa na Vendée Globe – Imagem: Reprodução

97 dias, 6 horas e 27 minutos. Esse foi o tempo que Costa levou a bordo do One Planet, One Ocean para circunavegar o planeta. Foram 28 mil milhas a uma velocidade média de 12 nós. Terminou na vigésima posição numa frota de 33 skippers, dos quais, ao final, restaram apenas 25.

Missão cumprida pelo espanhol, que melhorou o seu rendimento em 11 dias na edição anterior e conseguiu dar a volta ao mundo em menos de 100 dias. E, fora isso, uma curiosidade: Costa completou 40 anos durante a regata, em águas australianas.

Leia mais:

>> Sem saber velejar e distante do mar, mineiro realiza sonho de construir o próprio veleiro

>> Cooperativa tenta reviver a tradição de construir barcos de madeira na Nova Escócia, no Canadá

>> Sem passeio de gôndola: canais de Veneza secam devido à falta de chuvas e maré baixa

Costa pronto para retornar a vida “normal” – Imagem: Reprodução/Instagram

O catalão, nativo de Barcelona, já retomou sua vida em terra, mas afirma que é difícil esquecer os grandes momentos a bordo e assume uma vontade de viver essa experiência novamente. Didac Costa cravou seu nome na história da vela espanhola e da vela mundial.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água