Qual a melhor defensa para barco? Confira as dicas para cada caso

Tipos e tamanhos ideais de defensas para cada embarcação costumam ter suas variações; entenda

Por: Redação -
19/12/2023

Seja para atracar ou proteger a embarcação, as defensas são bem mais do que simples pedaços de borracha. Verdadeiras amigas do casco, sua missão é evitar qualquer choque contra o píer e ajudar na hora das manobras. Mas afinal, como saber qual a melhor defensa para cada barco?

Primeiramente, é importante ter sempre a bordo pelo menos três unidades: uma para a proa, outra para a parte mais larga do casco e a terceira para a popa. Os tipos e tamanhos ideais de defensas para cada barco variam, mas existem as mais usuais.

Sendo assim, confira abaixo as dicas da NÁUTICA para quem procura escolher a melhor defensa para o seu barco!

Qual defensa usar no barco?

Embarcações pequenas

Com extremidades mais flexíveis que se adapta melhor aos cascos arredondados, esta é uma defensa leve e econômica, ideal para pequenas lanchas e veleiros — como esse da imagem. Vale ressaltar que algumas já vem infladas, enquanto outras possuem sistema de válvulas.

Embarcações robustas

Esta tem o material mais forte e aguenta maiores “apertões” e, por isso, é a defensa mais usada e tradicional no mercado náutico, pois é uma defensa que serve para todos os tipos de barcos. Tem 10 tamanhos diferentes, com a maior chegando a quase dois metros de altura.

Embarcações de serviço

Eficientes na atracação do barco — embora deixem os cascos mais distantes uns dos outros — , defensas em forma de bola servem mais para embarcações com a borda irregular, como os de pesca ou trawlers.

Diferentes locais

Foto: Estrela Náutica/ Reprodução

Usada como defensa comum, a defensa bumerangue possui mais de uma utilidade, e leva vantagem na hora de atracar em uma coluna por ser mais larga, por exemplo. Também pode proteger a popa de veleiros, quando usada em par ou até mesmo a borda de um barco em um píer mais baixo.


Como usar a defensa no barco?

Não basta apenas apontar as defensas ideais para cada embarcação, pois mais importante do que saber qual, é saber como utilizá-la da maneira correta. Sendo assim, confira cinco dicas de como usar este item!

    1. Para amarrar a defensa no barco, escolha um ponto o mais perto possível do casco. Assim, evita-se que o cabo fique com folga e o item fique balançando feito o pêndulo de um relógio.
    2. Nunca deixe a defensa boiando na água e nem navegue com ela para fora do veleiro, afinal, isso compromete a durabilidade da defensa no barco. Lembre-se: embora pareça, esse item não é uma boia.
    3. Como já mencionado, use pelo menos três defensas: uma na proa, uma na parte mais larga do casco e outra na popa. Mas, na verdade, quanto mais melhor. Não há limites para defensas em um barco.
    4. Depois de amarrar o barco, desembarque e tente movimentá-lo, para saber se ele tem defensas suficientes para se mover sem bater. Por mais certeza que tenha, sempre vale fazer o teste.
    5. Na atracação barco a barco, a regra é usar o máximo possível de defensas, já que o atrito entre os cascos, neste caso, é constante e intenso. E você ainda corre o risco de danificar também outros barcos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta

    Conheça o Volitan, barco voador que está próximo de se tornar realidade na Amazônia

    Criado pela startup AeroRiver, embarcação deve chegar para o transporte de cargas e pessoas na região em 2026

    Conheça a história do "Titanic dos Alpes", navio a vapor que será resgatado 90 anos após naufragar

    Embarcação foi afundada propositalmente em 1933, no Lago Constança, na Europa

    Casal constrói casa flutuante e revela prós e contras de morar em lago

    Dupla americana economizou nos custos da construção por ficar responsável pela maior parte do trabalho