Giorgio Armani exibe megaiate projetado do casco ao interior por ele mesmo

Por: Redação -
25/01/2021

Giorgio Armani não dispensa tendências de moda em nenhum âmbito de sua vida, e seus barcos são um exemplo claríssimo disso. Isso, porque o designer é um verdadeiro apreciador náutico. Ele possui mais de uma embarcação, e a principal, o megaiate Main, tem 65 metros de comprimento (213 pés) e foi construída pelo estaleiro italiano Codecasa.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

O megaiate já chama atenção pela cor, um verde escuro. Mas os destaques não param por aí! Ele foi inteiro projetado pelo próprio estilista, do casco ao interior, e levou 30 meses para ser construído. Acomoda até 12 convidados em 8 camarotes, sendo 6 suítes. Ainda possui um lounge e uma série de espreguiçadeiras giratórias para quem apostar no banho de sol, todas situadas no terraço principal. “Coloquei tudo o que considero importante no mar e, ao mesmo tempo, introduzindo um conceito de casa. Eu projetei não apenas áreas de banho de sol e de jantar, mas também as partes onde as pessoas realmente moram, as partes mais privadas”, explicou o estilista.

A construção do casco se deu em aço de alta resistência e a superestrutura, em alumínio. Armani conta que existe um motivo para a coloração esverdeada: “Pintar Main de verde foi uma escolha feita para camuflá-la. O mar raramente é o que chamaríamos de azul. É verde, ou azul escuro, ou turquesa, onde há fundos rasos e grandes barcos não podem atracar. O verde camufla o barco no mar, por isso não parece muito chamativo”.

Uma das características básicas no design é a elegância como um requisito. “Eu queria que Main tivesse uma aparência forte e compacta, e não sobrecarregada com tinta branca deslumbrante que pode ser vista à distância. Nesses casos, as pessoas dizem: ‘Oh, esse é o barco de fulano de tal'”. Ele também minimizou o brilho da luz refletida internamente. “Tive a ideia de criar anteparas desde o convés de navegação até o flybridge. Eles evitam que a forte luz do sol no mar, refletida na água, entre com violência, dando ao interior uma aparência abafada”.

Leia também

» Conheça as embarcações dos hollywoodianos Nicolas Cage e de Steven Spielberg

» Depois de 11 horas no mar, náufrago é resgatado por Leonardo DiCaprio

» Conheça o superiate com estilo retrô de J. K. Rowling, que já pertenceu a Johnny Depp

Dois pedidos de Armani, em especial, foram mais difíceis de realizar. O primeiro foi pensar em uma forma das venezianas e janelas correrem em linha contínua ao longo do barco. A ideia era dar a sensação de que o Main não possui paredes, possibilitando a vista panorâmica de qualquer lugar no barco. A segunda era criar um piso no convés que pudesse conectar o salão inferior ao superior, criando o efeito de uma ampla sala de estar. E é por isso que essa área se tornou o coração do navio: ele conta que “esse piso estende-se por quase toda a superfície do convés principal e tem duas áreas distintas, incluindo a sala de estar e lareira. Existem dois sofás personalizados da Armani Casa separados por banquetas e mesas de centro. Há uma mesa central feita de bétula, e almofadas macias em vez de cadeiras. A varanda fica na popa e possui área para refeições”.

Ainda na decoração, a simplicidade era o pedido principal. A inspiração foi, principalmente, os barcos militares — práticos e com espaço otimizado. No interior, a madeira natural domina os pisos, venezianas, escadas e anteparas pelo barco. No salão do convés principal há uma lareira (elétrica, é claro, respeitando as leis de segurança do mar) e a cozinha é decorada com vidro acetinado retro laqueado. As suítes são enriquecidas com mármore e a maioria dos móveis é da divisão de interiores da Armani Casa. O barco tem um cinema, piscina aquecida e academia coberta.

Além de tudo, ainda está equipado com estabilizadores, que visam aumentar o conforto quando ancorado, especialmente em águas agitadas. É alimentado por 2 motores a diesel Caterpillar, de de 2 479 hp.

Por Naíza Ximenes, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água