Governo anuncia medidas sobre reestruturação do turismo náutico no país

02/05/2019
Foto: Victor de Oliveira Santos/TakeBoom

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (1º) o primeiro workshop sobre reestruturação do ecoturismo náutico no Brasil, com o objetivo de destravar licenças de naufrágios induzidos, construção de piers e marinas, revisão da legislação que permite importação de veleiros e barcos de recreio e pesca esportiva.

Atualmente, o imposto é de 107% e, segundo o anúncio do presidente Jair Bolsonaro, o governo estuda a diminuição para fomento da mão de obra para manutenção e suas derivações, usando a disponibilidade de mão de obra da costa nacional.

LEIA TAMBÉM
>>Rio Boat Show vai até o próximo domingo. Veja como foi o quinto dia na Marina da Glória
>>Rio Boat Show promove 4º Desfile de Barcos nesta sexta-feira na Marina da Glória
>>Governo anuncia medidas sobre reestruturação do turismo náutico no país

“Recifes artificiais se transformam em agregadores de fauna marinha e excelentes opções de ecoturismo de mergulho contemplativo. A atividade náutica, quando atrelada ao ecoturismo, possui características que a diferenciam do simples ato de navegação. O turismo náutico, portanto, não se configura pela utilização da embarcação como simples meio de transporte, mas como principal motivador da prática turística”, afirmou Bolsonaro em seu anúncio.

“Com cerca de 8 500 km de costa, 35 mil km de vias internas navegáveis, 9 260 km de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, banhado por correntes oceânicas favoráveis à navegação, com um clima propício ao esporte e ao lazer náutico e com uma infinidade de paraísos naturais intocados, o Brasil apresenta um dos maiores potenciais de desenvolvimento do turismo náutico do mundo” finalizou o presidente.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?

A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine