Morsa é flagrada em lancha na Irlanda, a 4 mil km de seu habitat. Veja as imagens

Por: Redação -
16/08/2021

A morsa Wally foi vista novamente em um flagrante um tanto quanto inusitado. Desta vez, o animal subiu em uma pequena lancha em West Cork, na Irlanda. Há algumas semanas, especialistas tentaram deportar Wally, que pesa 900 kg, do Reino Unido, mas sem sucesso.

 

O vídeo mostrou que autoridades terão muita dificuldade para se livrar da morsa, que parecia bem feliz no comando da embarcação, que pertence à Destilaria Clonakilty.

 

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

 

“Um membro de nossa equipe recebeu um visitante inesperado do Ártico em seu barco esta noite”, postou o perfil da destilaria, que usa lanchas do tipo para procurar salicórnia, uma erva usada para produzir gim.

 

Para sorte dos funcionários da empresa, o barco saiu ileso do encontro, o que não é o normal após a ação de um animal de quase uma tonelada.

 

Leia também
» Nova busca tentará encontrar o navio naufragado Endurance, de Ernest Shackleton
» Confira o relato da fotógrafa brasileira que se aventurou pelo Oceano Atlântico de carona
» Conheça o casal que se apaixonou pelo velejo após charter e nunca mais abandonou a vida a bordo

 

A história da chegada de Wally à costa inglesa começou muito feliz, em março. Morsas são mamíferos gigantes que vivem nos mares gelados do Ártico e a chegada de um deles ao Reino Unido — após uma viagem de mais de 4 mil km — deixou moradores locais admirados.

 

A morsa se estabeleceu nas Ilhas Scilly, na península da Cornualha, a pontinha oeste do país. Foi lá que ela começou a tomar gosto por subir em barcos pequenos, que geralmente afundavam horas depois ou necessitavam de reparos caríssimos. Um time de especialistas pensou em diversas ideias para tirar o animal de lá, mas nenhuma delas deu certo.

 

A mais promissora era uma cama tão confortável e tão cheia de mimos que o animal poderia ficar nela tempo o suficiente para um barco puxá-la tão ao norte do Reino Unido, que Wally — um macho de 4 anos — não voltaria mais. Mas duas tentativas depois mostraram que Wally parece gostar da região e não tem planos de ir embora.

 

 

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória