Novo veleiro em madeira e fibra de carbono prioriza o prazer de velejar

Por: Redação -
24/08/2022
Foto: Jan Brugge

A elegância da madeira e a tecnologia e o desempenho da fibra de carbono foram unidas em um só modelo, que deve percorrer os mares Báltico e do Norte.

 

Projetado pelo estúdio francês Thomas Tison Yacht Design & Engineering, o veleiro Elida, de 15 metros de comprimento, será lançado neste mês na Alemanha.

 

VEJA TAMBÉM
>> Memória Náutica: veja como foi o São Paulo Boat Show 2004
>> 
Visitantes do São Paulo Boat Show têm descontos exclusivos em hotéis

 

O principal desafio enfrentado pela equipe de Thomas Tison foi projetar um barco que pudesse reter seu valor para as gerações futuras. Para isso, os designers buscaram compreender a fundo as necessidades do proprietário e de sua família.

 

A partir disso, foram selecionados os materiais mais adequados e implementadas tecnologias de ponta para aumentar o prazer de velejar.

Projeção do veleiro Elida. Foto: Seb Olle

O resultado é um iate que se desvia da tendência atual de barcos de corrida de fibra de carbono super-rápidos e minimalistas.

 

Elida é uma mistura de linhas curvas, suaves e fluidas que aumentam o conforto e a habitabilidade a bordo.

“Elida não é uma máquina. Seu design considera os marinheiros, todos os seus sentidos e o meio ambiente”.

Thomas Tison, da Thomas Tison Yacht Design & Engineering

O barco foi projetado de acordo com o programa de regata do proprietário, que inclui a prestigiada competição Fastnet Race.

 

A equipe realizou um extenso estudo sobre concorrentes anteriores bem-sucedidos, que mostrou que uma área de casco de baixa umidade com alto flare foi a opção mais adequada.

 

Este tipo de casco funciona bem contra o vento, com boa propriedades de navegabilidade e é ideal para a condição de vento fraco a médio que ocorre mais frequentemente em regatas.

O designer Thomas Tison, responsável pela criação do Elida. Foto: Emeric Jezequel

“A chave para concretizar a visão do proprietário é ter uma compreensão profunda de suas necessidades subjacentes. Um designer habilidoso deve ser capaz de orientar o proprietário a identificar suas necessidades em cada etapa do projeto e, em seguida, satisfazê-los. Apesar de ser um processo demorado, esta profunda exploração das necessidades permite-nos soluções únicas para criar barcos únicos”, explica Thomas Tison.

Conheça o layout funcional do Elida

Foto: Jan Brugge

O interior do Elida foi projetado levando em consideração os requisitos do proprietário, incluindo sua necessidades da família e as condições ambientais dos mares em que o barco navegará.

 

Para garantir conforto a bordo, Thomas Tison projetou um sistema de aquecimento, um aquecedor de mão e um layout que oferece espaço de armazenamento extra para equipamentos de vela.

 

Todos os componentes com os quais o usuário entrará em contato físico, como puxadores e móveis, são construídos em materiais agradáveis ​​ao toque, evitando o uso de aços inoxidáveis ​​frios e materiais plásticos.

 

As cabines de popa são abertas para a área de estar principal, ampliando a área para um cockpit mais longo e proporcionando uma melhor sensação de espaço, economizando peso e facilitando os movimentos da tripulação.

 

Muitos detalhes que normalmente não são explorados ao projetar um veleiro de 15 metros foram levados em consideração, como o isolamento acústico e o sistema de ventilação. O uso de madeira permite que o iate tenha um bom nível de isolamento acústico, e um sistema de ventilação foi customizado e criado para o barco.

Novas tecnologias possibilitam o prazer de velejar

Foto: Thomas Tison

Graças à sua experiência otimizando a estrutura de iates de regata e superiates, o designer francês conseguiu selecionar as melhores tecnologias disponíveis para aumentar o prazer de velejar.

 

Para Elida, a Thomas Tison Yacht Design & Engineering desenvolveu uma construção única de casco de madeira, o que resulta em uma estrutura leve e rígida.

 

Reforçado localmente com fibra de carbono unidirecional, a forma do casco de madeira foi otimizada e muitos sistemas novos foram desenvolvidos: o novo sistema de quilha de elevação permite a redução do calado de 3,2 m até 2,5 m, enquanto o sistema de recuperação de spinnaker e o controle dinâmico avançado de sistemas vang e jib fornecem ganhos competitivos durante as corridas.

 

Todas essas soluções permitem que o Elida atinja uma velocidade máxima próxima a 30 nós.

Foto: Jolan Kieschke

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória