Primeira usina de ondas da América Latina deve começar a operar em 2020

Por: Redação -
01/04/2019
Foto: Reprodução

Uma usina localizada no quebra-mar do Porto de Pecém, no Ceará, tem o objetivo de transformar a energia das ondas em energia elétrica. Projetada para começar a operar em 2020, apesar de ter começado a construção em 2012, a iniciativa é a primeira da América Latina.

O projeto é de pesquisadores da Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e a natureza da tecnologia é 100% brasileira. Estima-se que o espaço gerará 100 quilowatts para abastecer o principal porto cearense. Para se ter uma ideia, é possível atender aproximada 60 famílias locais.

LEIA TAMBÉM
>>Yanmar apresentará motores para lanchas e veleiros no Boat Show
>>Noruega abre investigação sobre navio de cruzeiro que ficou à deriva
>>Decreto regulamenta transporte náutico em orla de Aracaju

Com equipamentos de baixo impacto ambiental, a principal inovação é a construção em módulos, que permite a ampliação da capacidade. Cada módulo é formado por um flutuador, um braço mecânico e uma bomba conectava a um circuito de água doce. A medida que as ondas “chacoalham”, as bombas hidráulicas são acionadas e fazem a água doce circular em um ambiente de alta pressão. Logo em seguida a água doce vai para um acumulador, com água e ar comprimidos em uma câmara hiperbárica.

Segundo os pesquisadores, o Brasil tem oito mil quilômetros de extensão litoral que poderia receber uma usina similar e gerar aproximadamente 17% da atual capacidade instalada. Para essa unidade, o investimento será de 18 milhões de reais.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade