Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

20/05/2024
Foto: Divulgação

Os Aquabus de Ilhabela — futuro transporte aquaviário da cidade litorânea de São Paulo — entraram em uma nova fase de testes no último fim de semana. Em uma operação piloto, os três catamarãs que prestarão o serviço foram colocados na água. Durante dois dias, mais de 1,5 mil pessoas realizaram a travessia de forma gratuita, informou o governo municipal.

O embarque e desembarque aconteceu nos píeres do Perequê e Vila, entre 9h e 16h dos dias 18 e 19 de maio. Além de testar a “eficiência do serviço”, segundo a Prefeitura, a operação teve como objetivo apresentar o sistema aos moradores e turistas.

Foto: Divulgação

Embora não haja data marcada para o início oficial dos Aquabus de Ilhabela, a administração pública estipula que isso deve acontecer “nos próximos dias”, após o fim das operações assistidas.

Como funcionarão os Aquabus de Ilhabela

A ideia é que, depois de oficialmente inaugurado, o transporte faça o trajeto entre os píeres de Praia Grande, Barra Velha, Perequê, Engenho D’Água, Vila (Centro Histórico) e Ponta Azeda. Ele funcionará de forma integrada aos ônibus da cidade por meio do Bilhete Único. Atualmente, quem usa o bilhete paga R$ 2,10 na passagem; quem não usa, paga R$ 5.

 

Cada Aquabus tem capacidade para 60 passageiros sentados, além de ser acessível a pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. As embarcações contam ainda com ar-condicionado, TVs e GPS.

 

“Esta será mais uma alternativa de mobilidade, atendendo tanto ao deslocamento de turistas quanto ao dos moradores pela via marítima da nossa orla, diminuindo o uso de automóveis pelas ruas da nossa cidade e melhorando o fluxo de trânsito local”, disse o prefeito Toninho Colucci, em publicação no Instagram.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés

    Com sucata, mecânico constrói barco à mão para ajudar ilhados no Rio Grande do Sul

    Geraldo perdeu quase tudo na enchente, menos a vontade de ajudar ao próximo