Área inexplorada no litoral do Espírito Santo esconde “tesouro”, apontam cientistas

Região entre Vitória e Ilha de Trindade pode abrigar um dos maiores ecossistemas marinhos do mundo

13/06/2023
Fotos: Mauritius Bell e Michael Netto / Reprodução

Entre a costa do Espírito Santo e a Ilha de Trindade, pesquisadores brasileiros e da Academia de Ciências da Califórnia descobriram um verdadeiro tesouro escondido. Não se trata de ouro nem pedras preciosas, mas algo ainda mais valioso: vida marinha preservada, inclusive espécies ameaçadas de extinção.

O trabalho de pesquisa envolveu mapear a área e realizar 25 mergulhos em um local ainda não visitado pelo homem — em profundidades que variaram de 20 a 70 metros.

Surpreendentemente, os pesquisadores encontraram por ali enormes recifes de corais, tubarões, espécies raras de animais marinhos e os mais variados peixes.

Sensação maravilhosa de encontrar um ambiente que nunca tinha sido mergulhado. Não tínhamos ideia de que encontraríamos ambientes recifais de alta complexidade – Hudson Pinheiro, coordenador da pesquisa

Os especialistas estimam que cerca de 200 espécies foram avistadas — duas delas, descobertas durante a pesquisa, ainda estão em estudo. Embora os cientistas apontem que ainda há muito a ser investigado na região, já é possível afirmar que trata-se de um dos maiores ecossistemas marinhos do mundo.

Ao todo, foram alvo do estudo cinco montanhas da cordilheira submarina que liga Vitória à Ilha de Trindade — localizada quase 1.200 quilômetros mar adentro, no litoral do Espírito Santo.


“Não se tinha ideia de quais eram as espécies, como era esse ecossistema, como ele era formado. Tudo foi descrito pelo estudo após esses mergulhos. Isso é realmente algo muito grandioso”, detalhou Janaína Bumbeer, Doutora em Ciências Humanas.

Janaína comentou ainda sobre como a descoberta afeta outras questões além do meio ambiente, como a economia. “Não estamos falando só da biodiversidade marinha em si, mas de todos os serviços que eles prestam para os seres humanos. Alimentação, pesca, extração, turismo, proteção costeira, regulação do clima”, explicou a especialista.

 

Junto ao “tesouro” descoberto no Mar do Espírito Santo, foram encontrados também vestígios de pesca que, segundo os pesquisadores, foi feita de forma descontrolada. Dessa forma, ameaçando ecossistemas antes mesmo que eles sejam descobertos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Mestra Boats exibirá grandes sucessos de 29 a 35 pés no Brasília Boat Show

    Estaleiro disponibilizará aos visitantes do evento náutico a Mestra 352 HT, seu maior modelo, e outros dois barcos bem resolvidos; confira

    No século 17, maior navio do mundo foi construído no Brasil e batizou o Aeroporto do Galeão

    Embarcação de guerra foi construída a pedido da coroa portuguesa, que buscava recuperar terras perdidas para a Espanha

    Ventura atracará com lanchas, pontoons e jets na estreia do Brasília Boat Show

    Conhecido pela variedade de produtos, estaleiro mineiro estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto

    6 ótimos motivos para você visitar o Brasília Boat Show

    O maior evento náutico do Centro-Oeste acontecerá de 14 a 18 de agosto, no Lago Paranoá

    Homem recupera Apple Watch que estava perdido no mar do Caribe há mais de um ano

    Aparelho foi encontrado ainda funcionando graças à ferramenta de localização do dispositivo