Dupla de brasileiros lidera primeiro dia do Mundial de Snipe, em Portugal

Por: Redação -
23/08/2022

Os brasileiros Juninho de Jesus e Henrique Wisneiwski tiveram o melhor desempenho nas regatas de estreia do Mundial de Snipe 2022, em Cascais, Portugal.

A dupla de Ilhabela (SP) tirou um segundo e outro terceiro lugar e assumiu a liderança geral do campeonato, que chega à sua 50ª edição.

Juninho e Henrique somam 5 pontos perdidos, contra 11 dos norte-americanos Ernesto Rodriguez e Kathleen Tocke, e 13 dos espanhóis Alfredo Gonzalez e Christin Sanchez.

Campeões mundiais em 2019, na última vez que o evento foi realizado, os cariocas Henrique Haddad e Gustavo Nascimento estão na quarta colocação, com 20.

Foto: Matias Capizzano

O Mundial de Snipe 2022 conta com 88 duplas de 17 países. O Brasil levou ao todo 28 atletas para defender o título da classe. As regatas de abertura foram realizadas com ventos do quadrante norte vindo de terra, com média de 13 nós.

”Foi um dia bastante difícil de regatas, com muitos velejadores de alto nível competindo. Tomamos as melhores decisões, com boas largadas e escolhas do lado certo da raia. É um campeonato onde a média coroa o campeão e para isso estamos preparados”, disse Juninho de Jesus.

O atleta chegou a Portugal após treinos com o SSL Team Brazil para a SSL Gold Cup. O barco tem ainda Henrique Haddad e Alfredo Rovere, que também competem o Mundial de Snipe 2022.

Foto: Matias Cappizano

Os atuais detentores do troféu Commodore Hub E. Isaacks são os cariocas Henrique Haddad e Gustavo Nascimento, que levaram o troféu para o Iate Clube do Rio de Janeiro na edição de Ilhabela 2019.

O pódio teve ainda os brasileiros Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling com a prata e os espanhóis Damian Borras Camps e Jordy Triay com o bronze.

Ao todo, o Brasil soma ao todo 14 títulos mundiais da classe Snipe, perdendo no ranking geral apenas para os Estados Unidos com 20.

Os irmãos Axel Schmidt e Eric Schmidt são os maiores vencedores com três ouros no Mundial de Snipe empatados com o argentino campeão olímpico Santiago Lange, que venceu três edições com os proeiros Miguel Saubidet e Mariano Parada. Confira a lista completa de resultados.

Duplas brasileiras

Juninho de Jesus e Henrique Wisniewski – 1º
Henrique Haddad e Gustavo Nascimento – 4º
Juliana Duque e Rafael Martins – 7º
Bruno Bethlem e Dante Bianchi – 14º
Daniel Matos e José Irineu – 15º
Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling – 16º
Nick Grael e Alexandre Muto – 31º
Rafael Gagliotti e Flavio Castro – 32º
Marcelo Bellotti e Luca Bruggioni (ESP) – 42º
Bernardo Peixoto e Marcos Arndt – 49º
André Guarischi e Rosalia Guarischi – 55º
Rodrigo Stephan de Almeida e Gustavo Baiano – 61º
Victor Demaison e Matheus Goncalves – 64º
Ralph Rosa e Alfredo Rovere – 66º
Floriane Le Floch (FRA) e Bernardo Bettanin – 77º

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine