Governo de São Paulo anuncia redução de mais de 60% no ICMS do setor náutico no estado

Com apoio da Secretaria do Turismo, decretos aliviam carga tributária de setores produtivos até o fim de 2024

Por: Redação -
07/03/2023

Uma boa notícia animou a cadeia de turismo paulista, na última semana. O motivo foi o anúncio de redução da carga tributária dos setores produtivos, inclusive da indústria náutica do estado, por dois anos.

Com a apoio da Secretaria de Turismo e Viagens, o governo de São Paulo assinou onze decretos que revertem os efeitos do ajuste fiscal de 2020, reduzindo a carga tributária de diversos setores da economia. A medida vale até o final de 2024.

Luis Sobrinho, consultor da Invest SP/Setur SP, Roberto de Lucena, secretário de Turismo e Viagens de São Paulo, e Ernani Paciornik, presidente do Grupo Náutica, durante encontro na sede de NÁUTICA, em São Paulo

Para o turismo náutico, um dos impactos é a redução do ICMS de 18% para 7% para empresas fabricantes e fornecedoras de serviços para embarcações. Isso inclui indústria, comércio e revenda náutica, além de acessórios de esporte e recreio. O percentual representa uma queda de 61% nos gastos do setor com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

 

Em prol da indústria de São Paulo, a decisão que reduz a alíquota foi firmada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo. Estiveram presentes o governador Tarcísio de Freitas, secretários de Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari, deputados federais e representantes da indústria.

A redução da carga tributária é uma alavanca de desenvolvimento e deve gerar mais empregos e distribuir renda. Para Roberto de Lucena, secretário de Turismo e Viagens de São Paulo, 2023 será um grande ano para o turismo.

 

“Nosso desafio é grande, mas temos a tranquilidade de não precisarmos convencer nosso governador Tarcísio a respeito do turismo na perspectiva da pauta econômica, porque ele já tem o seu convencimento. O turismo foi amplamente defendido por ele ao longo da campanha, que vê no setor uma poderosa alavanca econômica e social. Ele assumiu compromissos com o setor e, com tudo isso, nós estamos bastante motivados. Será um grande ano para São Paulo”, declarou Lucena.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial