Megaiate abandonado na região do Caribe continua sua busca por um novo dono

Megaiate de luxo tem 269 pés e está há mais de um ano atracada em Antígua e Barbuda

19/05/2023
Reprodução: Yacht Charter Fleet

As autoridades locais de Antígua e Barbuda, no Caribe, estão tentando desvendar um mistério envolvendo um megaiate de luxo abandonado. A embarcação está atracada há mais de um ano na região e até agora seu dono não foi localizado.

Batizado de Alfa Nero, o modelo foi totalmente construído pelo estaleiro holandês Oceanco, em 2007. Este modelo impressiona pelos seus 81 metros de comprimento. Segundo o portal Bloomberg, a embarcação de luxo pertence ao bilionário russo Andrey Guryev.

Divulgação

Todavia, os advogados do empresário já afirmaram que o megaiate de luxo abandonado não é um de seus bens. Vale ressaltar que Guryev está enfrentando problemas com a justiça internacional.

Divulgação

Valores do megaiate de luxo abandonado impressionam

Como os cuidados com o Alfa Nero são altos, algo em torno de R$ 555 mil, as autoridades locais querem leiloar a embarcação o mais rápido possível para, assim, quitar as dívidas. De acordo com o portal Loop Caribbean, o governo dos Estados Unidos está em colaboração para que o novo dono tome posse e tenha livre navegação pelos oceanos e também em águas americanas.

Divulgação

Ainda segundo o Loop Caribbean, o governo da Antígua já recebeu cerca de 20 propostas de compra do megaiate de luxo abandonado. Com o intuito de evitar qualquer problema, o modelo foi apreendido pela justiça antiguana. Agora, além de ter uma bandeira do país, há dois guardas fazendo a vigia diretamente do cais.

Divulgação

O Alfa Nero não está vazio. Cinco tripulantes cuidam de toda a manutenção do barco. Há dois ambientes mais usados, que são o quarto de hóspedes e a suíte master. Já o spa, a piscina de 12 metros com borda infinita e a jacuzzi seguem praticamente sem uso.

Divulgação

Atualmente, o megaiate de luxo abandonado está avaliado em US$ 120 milhões, cerca de R$ 600 milhões (valores convertidos em maio de 2023). Pelo preço, apenas uma coisa é certa: quem se tornar o proprietário do Alfa Nero terá lazer e requinte de sobra.

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial