Conheça o parque subaquático que atrai turistas e baianos na Baía de Todos-os-Santos

Por: Redação -
01/02/2021
Fotos: Divulgação

O Parque Municipal Marinho da Barra fica situado na entrada da Baía de Todos-os-Santos entre dois fortes: o Santa Maria e o Santo Antônio (Farol da Barra), em uma região que passou a contar com ações efetivas para a preservação ambiental. O roteiro turístico tem sido muito procurado por turistas e por soteropolitanos, que gostam de aventuras e buscam redescobrir Salvador através de atividades esportivas.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

O Parque Municipal Marinho tem uma área de 322 143 m², englobando três naufrágios que ocorreram na região da Barra nos séculos XIX e XX: o Bretagne (1903), Germânia (1876) e o Miraldi (1875). Idealizado por um grupo de moradores da Barra, admiradores do ambiente marinho, desde 2016, é apoiado pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis).

Entre as ações realizadas a partir do decreto de criação do parque, assinado pela administração municipal em 2019, está a preservação dos resquícios históricos do local, regras para o controle de pesca, do trânsito de embarcações motorizadas e atividades que causem impactos negativos ao ecossistema marinho.

Leia mais:

>> Novo túnel subaquático que liga Ilhas Faroé conta com estrutura colorida atrativa. Veja

>> Estúdio italiano apresenta novo conceito de catamarã anfíbio movido a energia solar

>> Novas marinas e incentivo ao turismo náutico: conversamos com Fausto Franco, secretário de Turismo da Bahia

Além disso, são promovidas ações de preservação, preocupação com o fomento de atividades ligadas ao turismo ecológico, pesquisas científicas e práticas de educação ambiental, coordenadas pela Secis.

No parque, o público pode contemplar quatro naufrágios históricos na região e viver a experiência de mergulhar entre peixes, cavalos marinhos, corais e tartarugas marinhas.

Secretária municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis), Edna França afirma que o Parque Marinho da Barra é um tesouro na Baía de Todos-os-Santos idealizado por cidadãos admiradores do ambiente marinho e usufruído por pessoas do mundo inteiro que visitam Salvador.

“É um lugar que tem uma grande riqueza histórica submersa, a exemplo dos três naufrágios que formam um interessante sítio arqueológico, permitindo atividades como o mergulho de contemplação e pesquisas, que não geram prejuízos à fauna e à flora marinhas do local”, diz a secretária.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Adegas rifam vinho de R$ 5 mil, envelhecido no fundo do mar, para ajudar RS

    Empresas já arrecadaram mais de R$ 100 mil com bilhetes vendidos a R$ 10 cada

    Temporada de baleias: confira regras e onde avistar o animal no Brasil

    De junho a novembro, cetáceos saem da Antártica em busca das águas brasileiras para se reproduzirem

    Cidade perdida no meio do Pacífico tem localização remota e mistério sobre sua construção

    Localizada sobre um recife de corais, a cidade perdida de Nan Madol tem fama de "amaldiçoada" e intriga cientistas

    Registro raro: lula de mar profundo ataca câmera com tentáculos “acesos”; assista

    Filmagem mostra animal sendo atraído por isca presa a uma câmera a mais de mil metros de profundidade no Pacífico Sul

    Ex-dono da lancha de JK largou tudo para resgatar de jet mais de 150 animais no RS

    Gerard Souza contou à NÁUTICA sobre os onze dias de voluntariado intenso nas regiões afetadas pelas enchentes