Tripulação composta 100% por mulheres marca presença na Semana de Vela

Em parceria com a Decathlon, V’Elas Sailing Team participa pela segunda vez da competição que começou dia 23 e segue até dia 29

27/07/2023
Equipe 100% feminina do Velas Sailing Team. Foto: Instagram @velas_sailing_team / Divulgação

Apesar do estereótipo de que a vela é um esporte masculino, oito mulheres colocaram esse tabu de lado e, pela segunda vez, compõem um time 100% feminino na Semana Internacional de Vela de Ilhabela (SIVI), principal competição de vela oceânica do continente.

Em parceria com a Decathlon, o V’Elas Sailing Team surgiu a partir da vontade das oito amigas: Daniela Sanchez, Isabela Malpighi, Andrea Grael, Andrea Ruschman, Catarina Robert, Nivea Teixeira, Kathiana Zednik e Nicole Voelker. Com pouco mais de um ano de existência e mesmo sem barco próprio para competir, elas decidiram se inscrever na SIVI e acabaram conquistando o quarto lugar na sua categoria.

As integrantes já haviam sido tripulantes de outros barcos, mas, em 2022, se uniram para compor um time 100% feminino. Atualmente, a equipe é formada por oito pessoas, com idades de 15 a 59 anos e diferentes profissões.

Se por um lado ainda existe estigma e preconceito, por outro já existe muito mais abertura do que houve antes. As confederações organizadoras têm um poder enorme nas mãos e podem, por meio de novas regras, aumentar a participação feminina em regatas – Daniela Sanchez, tripulante do V’Elas.

“Foi isso que fez, por exemplo, a classe lightning para os Jogos Pan Americanos deste ano (formações de duas mulheres e um homem)”, completou a velejadora, que também é advogada, mãe e professora.

 

A ideia das mulheres é consolidar uma equipe feminina com um denominador comum: velejar bem em equipe e com muita alegria de espírito, mostrando que é possível reduzir o impacto ambiental e preservar o amor pela natureza.


“Com o apoio de uma grande marca como a Decathlon, conseguimos perseverar nossos sonhos e inspirar mais mulheres a virem para a raia. Essa parceria amplifica nossa voz evidenciando que o esporte é para todos, não importando o sexo, a idade ou outras características”, afirma Daniela.

Ilhabela: Capital da Vela é repleta de belezas naturais

Lindas praias, recortadas por vegetação abundante e um mar de verde intenso são alguns dos cenários de Ilhabela, um dos refúgios mais belos do litoral norte de São Paulo. A cidade abriga mais de 50 praias, metade delas ainda praticamente virgens, e cachoeiras abundantes.

 

A equipe de NÁUTICA preparou uma seleção especial de passeios por Ilhabela para quem for visitar a Capital da Vela durante a 50ª edição da competição. São, ao todo, mais de 20 dicas para curtir a ilha. Confira nosso roteiro completo por Ilhabela.

50ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Para a edição de 2023 da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, estão convidadas as classes HPE30, ORC, Clássicos, C30, BRA-RGS, Bico de Broa, Multicascos, HPE25 e VPRS. Os mais de 100 barcos esperados participarão de regatas em percursos variados ao longo da semana.

 

Além das competições, a Semana Internacional de Vela de Ilhabela também oferece uma série de atividades culturais e sociais dentro e fora do Yacht Club de Ilhabela, como shows, exposições e palestras.

 

A organização fará, ao longo da semana, regatas de acordo com as condições de mar e vento, podendo ser no Canal de São Sebastião ou nas raias mais ao norte e ao sul da ilha.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade