Vila de 8 mil anos, construída sobre palafitas, é encontrada no fundo de lago na Albânia

Pesquisadores acreditam que até 500 pessoas viveram na aldeia submersa no Lago Ohrid, que tem um milhão de anos

15/08/2023
Foto: Albert Hafner / Divulgação

Uma antiga vila construída sobre palafitas foi encontrada por pesquisadores submersa no Lago Ohrid, no sudoeste da fronteira da Albânia com a Macedônia do Norte. Datada de cerca de 8 mil anos de idade, a aldeia só não é mais antiga que o lago em que estava — que tem mais de um milhão de anos.

O Lago Ohrid é o mais profundo dos Bálcãs (nome histórico e geográfico para designar a região sudeste da Europa) e também um dos mais antigos do mundo. Os pesquisadores encontraram a vila enquanto realizavam escavações em Lin, uma vila no lado albanês do lago.

Costa do Lago Ohrid

As palafitas são um tipo de habitação construída sobre troncos ou pilares, comuns em áreas alagadiças. Com essa estrutura, as casas ficam elevadas, longe da água. Não era diferente com a antiga vila encontrada submersa. Por lá, além das palafitas, uma fortaleza de estacas de madeira cercava o assentamento, para protegê-lo de possíveis ameaças.

Albert Hafner, líder da equipe suíça do grupo de arqueólogos que investigam o Lago Ohrid. Foto: Albert Hafner / Divulgação

A vila milenar, submersa num lago de um milhão de anos, ainda tem mais história: datado do período neolítico, é provável que o assentamento tenha representado uma das primeiras comunidades sedentárias da Europa, constituída, segundo os pesquisadores, entre 200 e 500 pessoas.


Até então, o título de descoberta mais antiga desse tipo na Europa era de uma habitação à beira de um lago de 7.000 anos, nos Alpes italianos. Uma datação por radiocarbono, contudo, indicou que a vila submersa no Lago Ohrid foi construída entre 6.000 e 5.800 aC — um milênio mais antiga do que qualquer outra no continente.

Mistérios da vila submersa no Lago Ohrid

Além das palafitas e da fortaleza de estacas de madeira que cercava a vila, os pesquisadores encontraram milhares de pontas de madeira no fundo do Lago Ohrid. Os estudiosos acreditam que a vila era protegida por um anel de cerca de 100 mil pontas como essa, cada uma cravada no fundo do lago.

Agora, os pesquisadores se perguntam o motivo pelo qual os habitantes da vila submersa se sentiam tão ameaçados.

Construir sua aldeia sobre palafitas foi uma tarefa complexa, muito complicada, muito difícil, e é importante entender por que essas pessoas fizeram essa escolha. —  Adrian Anastasi, do Instituto Albanês de Arqueologia.

Segundo os estudiosos, algumas respostas devem chegar em, pelo menos, duas décadas de estudos do local.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho