Residencial Brisas Avaré alia lazer náutico e charme country na represa de Avaré

Condomínio de luxo fica à beira de uma represa em meio à natureza preservada

02/11/2021

Um condomínio de altíssimo padrão à beira de uma represa de águas limpíssimas, com marina na porta, ótimos serviços e foco no lazer náutico — quem já não sonhou com um refúgio assim? Perfeito para navegar e, ao mesmo tempo, manter um pé na terra, em meio à natureza preservada, o Residencial Brisas Avaré começa a ser loteado agora.

No local mais nobre da represa de Avaré, no interior de São Paulo, o condomínio será inaugurado em julho de 2023, quando serão entregues 10 casas de Vila, de 420 m² cada uma, e 65 lotes de 3.000 m² a 5.000 m² cada um, todos com vista total para a represa.

Com vocês, o Brisas Avaré, residencial cinco estrelas, com clima de praia e tranquilidade do campo, que ocupará uma bela fazenda da região, num processo dividido em três etapas, num total de 200 lotes. Absolutamente exclusivo. Veja abaixo.

 

Dois detalhes que, melhor do que uma descrição do empreendimento, indicam o seu altíssimo nível: o projeto arquitetônico é do escritório Aflalo/Gasperini, enquanto o paisagístico leva a assinatura de Luiz Carlos Orsini, um dos autores, dentre outros, dos idílicos jardins do Instituto Inhotim, em Brumadinho, Minas Gerais.

 

Voltado para quem ama navegar, rodeado pela natureza, mas sem abrir mão dos inúmeros confortos de um residencial de alto luxo, o condomínio Brisas Avaré — de conceito inovador — está programado para aliar o charme country de uma área rural (com muito verde e infraestrutura completa) ao lazer náutico proporcionado pelas águas doces da Represa de Jurumirim. E que represa!

Formada nos anos 1960 pela barragem do Rio Paranapanema, a Jurumirim — ou a “Represa de Avaré”, como é mais conhecida, em referência a um dos 10 municípios que a circundam — é um marzão de água limpa, com uma vasta vegetação ao redor.

 

“É uma represa absolutamente sem poluição. Um lugar perfeito para vir com a família”, garante um dos autores do projeto Brisas Avaré, o empresário Jefferson Abbud, sócio-diretor da Munir Abbud Empreendimentos Imobiliários, incorporadora com quatro décadas de tradição e portfólio recheado com dezenas de projetos de condomínios e edifícios comerciais e residenciais.

Abbud fala com propriedade desse paraíso meio náutico, meio country. Dono da Sacramento, a fazenda que está sendo parcialmente loteada para dar forma ao condomínio Brisas Avaré, ele também é dono de barco e há muitos anos se habituou a viver um singular e invejável dia a dia em torno da Jurumirim, em que de manhã pode explorar sua fazenda cavalgando e no fim de tarde pode relaxar contemplando o pôr do sol, sentado no posto de comando de sua lancha.

 

A vocação náutica de Avaré começou a ser descoberta entre o fim dos anos 1960 e o início da década seguinte, com a chegada dos pri­meiros desbravadores. E ganhou impulso em meados dos anos 1980, quando um grupo de empresários paulistanos passou a edificar respeitáveis casas de frente para o lago, quase todas com píer próprio e barco atracado na porta.

 

São perto de 1.000 residências, todas com uma rampa ou píer para o barco na porta, várias até com heliponto. Para isso, além de todas as atrações naturais do lugar, contou pontos a sua localização privilegiada: Avaré fica a apenas duas horas e 15 minutos de São Paulo, de carro, pela rodovia Castelo Branco (o acesso é no km 241­B, pela rodovia João Mellão).

Larga e reta, com cerca de 100 quilômetros de extensão e muitos braços nos dois bordos (o Brisas Avaré fica no primeiro deles, dentro do próprio município de Avaré), a represa tem um espelho d’água de 449 km². Além disso, suas águas são calmas, perfeitas para passeios de barco e para a prática de esportes náuticos, como esqui, wakebord e wakesurf.

 

Em volume de água, a represa é uma das maiores do país. Mesmo com a crise hídrica de 2021 (a maior em 90 anos), manteve 23% de sua capacidade útil — sem contar o volume morto, que cobre a metade da represa. Isso significa que, somados os dois montantes, a represa manteve 73% de água, volume que permite a todo mundo navegar com segurança.

O lago é artificial, mas a natureza caprichou ao criar em seu entorno várias praias, quedas d’água, cachoeiras (como a do Macuco, uma das que mais atraem os navegantes), ilhas e até um fiorde de pedras, chamado em tom de brincadeira de “cocô de crocodilo”. É só sair navegando para encontrar uma prainha isolada, de beleza de tirar o fôlego.

 

Flora e fauna são igualmente ricas. Grande parte da área pela qual se distribui a represa é considerada área de preservação ecológica. Há um grande esforço na região para que predomine um espírito ecologicamente correto. Tudo ali é imaculadamente limpo.

Junto com a possibilidade de navegar nas águas da represa e desfrutar de toda essa riqueza ambiental, o condomínio Brisas Avaré oferecerá uma série de mordomias, como heliponto, minimercado, lojas, spa, piscina, restaurante, bar, brinquedoteca, academia, hípica, fazendinha, pista de cooper à beira d’água, bike speed, trilhas e quadras de tênis, squash, beach tennis e futebol society, além de fibra óptica, fios e cabos subterrâneos.

“Sem contar uma marina projetada por Klaus “Cacau” Peters, da Intermarinas, para barcos de até 30 pés, com píeres da Metalu Brasil e a mais completa estrutura náutica, nas águas límpidas da represa de Avaré”, completa Jefferson Abbud, sócio-diretor da Munir Abbud Empreendimentos.

 

Enfim, uma proposta irresistível para quem ama navegar e, ao mesmo tempo, manter um pé na terra, num cenário de natureza privilegiada.

 

Agende sua visita no showroom da Munir Abbud Empreendimentos, em São Paulo, e conheça mais sobre o projeto. Para mais informações, entre em contato com a Coelho da Fonseca através do telefone (11) 3888-3000.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho