Casal decide morar e navegar pelos rios europeus em casa flutuante

Para fugir do estresse causado pela rotina das cidades, Hayley e Richard foram viver em um barco que parece um apartamento de luxo

17/05/2023
Fotos Reprodução: widebeamandwellingtons/ Instagram

Com o sonho de trocar um pequeno apartamento para se aventurar pelo mundo, o casal britânico Hayley e Richard escolheu morar em uma casa flutuante, onde pudessem viver e navegar.

Depois de muita pesquisa, o casal decidiu, em maio de 2021, que iria mudar de vida, logo após suas férias.

Nesse meio tempo, depois de um passeio em um barco estreito, eles começaram suas buscas e encontraram uma embarcação de 60 pés, que elegeram como sua nova moradia.

 

O Vivere — nome do barco — é um Collingwood de feixe largo. Esse modelo é mais recomendado para momentos relaxantes, como as férias. Mas, o casal conseguiu fazer todas as adaptações necessárias. Dessa forma, a embarcação parece um apartamento de cidade, mas que navega.

Na parte externa, a casa flutuante é pintada de cinza claro. Ainda nessa parte, há uma capota, que protege o convés da chuva e vento.

 

Já na parte interna, os ambientes possuem um desenho mais sóbrio e elegante.

A casa flutuante tem o mesmo conforto de um apartamento

A cozinha desta casa flutuante é tão completa que conta até com máquina de lavar roupas. O conforto dos passageiros está garantido no sofá em forma de L, conversível em cama para até duas pessoas. Já a suíte, além de grande e aconchegante, possui chuveiro grande e aquecedor de toalhas.

Caso o casal queira admirar a paisagem ou até mesmo ver como está a noite, na frente da suíte há uma varanda. Hayley e Richard conseguiram criar ainda uma espécie de escritório na casa flutuante.

A dupla já navegou ao longo do rio Tâmisa, na Inglaterra. Para o futuro, está nos planos deles continuarem a saga de morar e navegar. Pois como eles mesmo disseram, o estilo de vida das cidades e seu estresse desaparecem com a navegação.

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    E-combustíveis para o setor marítimo podem gerar 4 milhões de empregos, diz pesquisa

    Estudo foi encomendado pelo Fórum Marítimo Global e indica que as vagas serão abertas até 2050

    Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

    Com estilo contemporâneo, será a primeira embarcação lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

    Litoral de São Paulo e do Rio pode ter ondas de até 3 metros neste sábado (18)

    Alerta da Marinha do Brasil vale para as cidades de Santos e Campos dos Goytacazes; confira dicas de segurança em caso de ressaca marítima

    Projeto na Croácia quer criar cinco vilas ecológicas de luxo à beira mar com direito a barcos elétricos

    Ideia da eD-TEC visa redefinir o conceito de vida de luxo, oferecendo energia solar às moradias durante os 365 dias do ano

    Criança de 11 anos encontra fóssil de ictiossauro pré-histórico, o maior réptil marinho que já existiu

    Com a companhia do pai e pesquisadores, garota ajudou a desvendar a vida marinha de 200 milhões de anos atrás