Ilha de 220 mil m² em Goiás está à venda por R$ 10 milhões

Propriedade particular é cercada por água doce e conta com toda área de mata ainda preservada

14/03/2024
Foto: Instagram @welerson.antunes/ Reprodução

Quem sonha em desfrutar de um oásis de privacidade e lazer, capaz de reunir em seus terrenos o melhor do luxo e da natureza, vai se interessar pela ilha de 220 mil m² que está à venda em Itumbiara, município no sul de Goiás (GO).

A propriedade particular foi anunciada por R$ 10 milhões nas redes sociais do corretor de imóveis Welerson Antunes, e atraiu a curiosidade dos internautas — especialmente por conta de sua localização, já que a cidade fica no meio do Brasil e não possui saída para o mar.

Foto: Instagram @welerson.antunes/ Reprodução

O ponto chave da questão é que a ilha em Goiás fica situada dentro da represa de Itumbiara, sendo assim, é cercada por água doce. De quebra, o local ainda possui preservada toda a mata virgem da região.

Por dentro da ilha

O futuro dono desse generoso pedaço de terra certamente não enfrentará problemas com espaço. Isso porquê a metragem total da ilha pode ser dividida em 194 lotes, e ainda sobra o suficiente para a construção de ruas, uma área de lazer de 26,8 mil m² e até um heliponto. Além disso, mesmo com as construções, seria possível preservar com tranquilidade o equivalente a 56,7 mil m² de área verde.


“Ela tem escritura, registro e matrícula individual”, explicou Antunes em outro post na rede social. “Então, ela pode ser construída, loteada, pode ser feito até um resort — olhando as leis que regem o município em que ela está”.

 

Segundo o corretor, a ilha se formou após a desapropriação de uma antiga fazenda que foi transformada em uma represa. Na época, o pedaço de terra que hoje é circundado por água pertencia a uma região ainda maior.

É possível comprar ilhas?

A empresa de energia Eletrobras esclarece que não existem ilhas em Goiás, e sim remanescentes ilhados em reservatórios de acumulação de água para geração de energia elétrica, sob a concessão da empresa.

 

Por não ser um bem pertencente à União do estado, a ilha é considerada uma propriedade particular e, portanto, pode ser vendida, conforme consta no artigo 1.249 do Código Civil: “As [ilhas] que se formarem pelo desdobramento de um novo braço do rio continuam a pertencer aos proprietários dos terrenos à custa dos quais se constituíram.”

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    NÁUTICA Talks terá papo sobre a história dos jets com Renan Macedo

    Fundador da Usina do Jet ainda falará sobre o avanço das corridas e expedições a bordo da embarcação; palestra acontece durante o Rio Boat Show 2024

    Danimar leva scooter aquática e modelos off road ao Rio Boat Show 2024

    Concessionária oficial de marcas como Segway, empresa também apresentará UTV e quadriciclo ao público do evento náutico

    André Homem de Mello recorda histórica volta ao mundo a vela no NÁUTICA Talks

    Primeiro brasileiro a alcançar o feito em solitário e sem escalas integra agenda recheada do Rio Boat Show 2024

    Fernando Moraes conduz mergulho pelas ilhas brasileiras no NÁUTICA Talks

    Biólogo marinho trará à tona detalhes sobre biodiversidade e história de locais emblemáticos durante o Rio Boat Show 2024

    Prós e contras do envelopamento náutico serão discutidos com Pedro Dias no NÁUTICA Talks

    Especialista em adesivagem náutica, "Pedrinho" vai conduzir bate-papo na série de palestras do Rio Boat Show 2024