Marinheiro resgatado após dois meses no mar levanta dúvida: quanto tempo é possível sobreviver sem água?

Tim e sua cachorrinha foram salvos após tempestade atingir o barco em que estavam; veja vídeo

25/07/2023
Fotos: Twitter @DavidMonroyMx / Divulgação

Enquanto viajava do México para a Polinésia Francesa acompanhado de sua cachorrinha Bella, Tim Shaddock teve seu barco atingido por uma tempestade que o deixaria à deriva por dois meses no Oceano Pacífico. O marinheiro resgatado conseguiu sobreviver e passa bem, mas traz a questão: quanto tempo é possível sobreviver sem água?

Tim é um australiano de 51 anos que conseguiu sobreviver no oceano à base de água da chuva e peixe cru — que ele mesmo pescou utilizando o equipamento de pesca de seu barco, um catamarã, que também o ajudou a evitar os danos dos raios de sol.

“Passei por uma provação muito difícil no mar. Só estou precisando de descanso e comida boa porque estou sozinho no mar há muito tempo. Fora isso, estou com uma saúde muito boa”, afirmou o marinheiro resgatado ao 9News.

 

A dupla foi avistada no mar por um helicóptero, o que possibilitou que uma traineira realizasse o resgate dos dois. Segundo a BBC News, Tim estava mais magro do que o normal, mas saudável e se recuperando bem.

Afinal, por quanto tempo é possível sobreviver sem água?

Essa é uma resposta um tanto quanto complexa. Experimentos do tipo são difíceis de realizar, já que a restrição de água pode ser mortal. Para tentar driblar essa impossibilidade, pesquisadores alemães analisaram relatos da mídia de pessoas que tinham enfrentado períodos sem hidratação.

 

A pesquisa deu origem a um artigo científico, localizado pelo site IFLScience, que aponta parecer “possível sobreviver sem comida e bebida por um período de tempo de 8 a 21 dias”. Caso a pessoa tenha água, mas não comida, esse tempo poderia alcançar até dois meses, diz o estudo.

 

Mas esses números são variáveis, uma vez que as condições físicas, idade e a temperatura são cruciais e podem interferir na resistência do corpo humano. Por conta disso, os profissionais de saúde hoje apontam que uma pessoa média só poderia ficar de dois a três dias sem água.


Uma prova dessa indefinição de tempo é um caso que aconteceu na Alemanha, em 1979. Na ocasião, o preso Andreas Mihavecz, de 18 anos, foi esquecido em sua cela após um acidente e ficou sem comida nem água. Somente 18 dias depois ele foi encontrado — ainda vivo, mesmo após perder muito peso.

 

Em 1944, dois cientistas, um de 28 e o outro de 33 anos, realizaram um dos poucos experimentos sobre o assunto. Ambos se privaram de água e comeram apenas uma dieta de alimentos secos — um deles por 3 e o outro por 4 dias.

 

“Seus rostos ficaram um pouco contraídos e pálidos e havia uma sugestão de cianose em seus lábios. Essa aparência geral de mal-estar desapareceu em poucas horas após a restauração do líquido, e os sintomas de desidratação passaram muito antes da reidratação fisiológica estar completa”, concluiu um estudo da Universidade de Cambridge sobre o caso.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória