Robert Scheidt conquista a marca de 183 títulos com vitória na Europa Cup de Laser

Por: Redação -
16/05/2022
Fotos: Augustin Argüelles/Divulgação

Robert Scheidt segue aumentando sua coleção de troféus e medalhas. Neste domingo (14), conquistou o 183° título da carreira, ao vencer a Europa Cup 2022 da classe Laser, competição sediada no Circolo Vela Torbole, no Lago di Garda, na Itália. Aos 49 anos, o bicampeão olímpico era o atleta mais velho na flotilha de 52 barcos e se manteve dominante ao longo da disputa, com vitória em seis de oito regatas.

“O vento veio mais fraco e inconstante neste último dia. A primeira regata foi de recuperação. Errei no primeiro contravento, mas consegui chegar em terceiro lugar, resultado que já me garantia o campeonato. Mesmo assim, corri a segunda regata e ganhei. Estou feliz em voltar a competir e sentir a adrenalina da competição. Minha performance acabou sendo acima do que eu esperava”, comentou o bicampeão olímpico, que é patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, contando com o apoio do COB e CBVela.

Scheidt afirma que sua performance o surpreendeu porque entrou na Europa Cup na base da diversão, sem grandes expectativas, aproveitando o fato de a competição ser próxima de sua base na Itália, em Torbole, às margens do Lago di Garda. “Foi bom voltar a ter contato com a classe e medir forças com velejadores mais jovens”, comentou. Além disso, foi seu primeiro campeonato de Laser após os Jogos Olímpicos em Tóquio, onde se tornou recordista brasileiro em participação em Olimpíadas, com sete aparições.

Com o título na Europa Cup, Scheidt se aproxima de igualar seu desempenho em campeonatos dentro e fora do Brasil. Agora, soma 91 títulos internacionais e 92 nacionais. O próximo desafio é a preparação para a SSL Gold Cup, competição entre nações, no formato da Copa do Mundo de futebol, na qual é o capitão do barco brasileiro. A tripulação nacional se reunirá para um período de treinos em agosto, na Europa.

Na Gold Cup, todos os países competirão em pé de igualdade. Os veleiros one design são fornecidos pela organização. O barco SSL47 – uma versão do RC44, categoria bastante usada em regatas mundiais – tem regulagens do original que não podem ser alteradas. ”A ideia da SSL Gold Cup é interessante, pois são barcos iguais e o que conta é o trabalho da tripulação”, atesta Robert Scheidt, camisa 10 da seleção brasileira, que já está classificada para a fase final, no mês de novembro.

Robert Scheidt – Carreira

Cinco medalhas Olímpicas:
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)
Bronze : Londres/2012 (Star)

183 títulos – 91 internacionais e 92 nacionais     

Laser
– Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
– Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000
– Na Olimpíada Rio 2016, terminou em quando lugar, vencendo a medal race, televisionada para o mundo todo.

Star    
– Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
– Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012
– Integrante fundador da Star Sailors League, um circuito global de competições em franca ascensão, como uma ATP da vela, com ampla cobertura midiática. Scheidt foi o campeão da primeira edição, em 2013, ao lado de Bruno Prada, e vice-campeão em 2017 e 2018, com Henry Boenning

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos