Vintage e histórico: luxuoso veleiro da 2ª Guerra Mundial custa R$ 20 milhões

Hermitage foi construído em 1929, mas passou por uma grande reforma para unir clássico e moderno

31/05/2024
Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação

O futuro dono do veleiro histórico Hermitage, antigo Sea Gypsy, poderá se gabar, sem medo, de ter uma peça única como propriedade. Quase centenária, a embarcação construída em 1929 chegou a servir na Segunda Guerra Mundial como barco-patrulha e oferece o melhor do luxo vintage — por dentro e por fora.

Isso porque o casco do barco de 31 metros (102 pés) é todo trabalhado em carvalho, material quase não usado hoje em dia. Os móveis são em madeira e o lado clássico se une perfeitamente ao moderno, graças à extensa reforma — avaliada em US$ 2 milhões (R$ 10,3 milhões, na conversão atual, em maio de 2024) — pela qual o veleiro histórico passou entre 2023 e este ano.

Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação

Usufruir disso, no entanto, tem preço: o Hermitage está à venda por nada menos do que US$ 3,9 milhões, valor equivalente a R$ 20 milhões.

Tour pelo veleiro histórico

Com boca de 5 metros, o barco conta com sete cabines, capazes de acomodar 14 passageiros, decoradas em tons de azul e branco, bem ao estilo da vela. Há ainda espaço para quatro membros da tripulação.

Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação

O deque principal abriga uma rede de mastros e cordas, com leme à popa e uma boa área para ficar ao ar livre. No deque inferior, a grande sala de jantar é composta por uma ampla mesa de madeira e espelho, que dá a sensação de aumentar o ambiente.

 

Já a cozinha, posicionada logo ao lado, combina a elegância clássica com modernidade. Além dos móveis antigos, o proprietário encontrará pia dupla, forno elétrico, fogão e bancada em aço inox.

Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação
Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação
Foto: Northrop & Johnson/ Divulgação

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água