Adegas rifam vinho de R$ 5 mil, envelhecido no fundo do mar, para ajudar RS

Empresas já arrecadaram mais de R$ 100 mil com bilhetes vendidos a R$ 10 cada

26/05/2024
Foto: Divulgação

Um vinho de R$ 5 mil, envelhecido por 12 meses no fundo do mar, se tornou prêmio da rifa criada por duas adegas brasileiras para ajudar as vítimas das enchentes históricas no Rio Grande do Sul (RS).

A ideia partiu da Vinícola Fama, localizada em São Joaquim (SC) e dona do Sauvignon Blanc, e da Videiras Carraro, de Bento Gonçalves (RS), responsável pelo espumante que também faz parte da premiação.

Foto: Divulgação

Tanto o vinho quanto o espumante foram envelhecidos juntos no fundo do mar, a uma profundidade de 12 metros. Durante o processo, as garrafas são trancadas em uma gaiola de aço, posicionada com o auxílio de um barco. Ela retorna à superfície a cada 60 dias, para que as bebidas passem por análises laboratoriais que acompanham o processo de maturação.

Como funciona a rifa de vinho para ajudar o RS

Cada bilhete custa R$ 10 e pode ser adquirido até o final de maio, na quantidade que os interessados desejarem, pelo site da Rifei. O pagamento é feito por Pix.

No dia 1º de junho, duas pessoas serão sorteadas. A primeira levará para casa o vinho branco de R$ 5 mil, um Sauvignon Blanc da Vinícola Fama. A garrafa será entregue com os corais, algas e conchas que se agarraram à embalagem durante o envelhecimento, seguindo a proposta visual da adega. Já o segundo sortudo ficará com o espumante da Videiras Carraro.

 

No dia 18 de maio, os perfis das empresas publicaram nas redes sociais um vídeo agradecendo a participação do público, que permitiu, até aquele dia, a arrecadação de R$ 100 mil. Todo o dinheiro será utilizado para ajuda humanitária e, segundo as adegas, haverá a prestação de contas posteriormente.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés

    Com sucata, mecânico constrói barco à mão para ajudar ilhados no Rio Grande do Sul

    Geraldo perdeu quase tudo na enchente, menos a vontade de ajudar ao próximo