Campeonato de pesca esportiva agitou as águas do Lago de Itaipu durante o Boat Show neste sábado (25)

Além da pesca, Fishing Champions exibiu motores mega potentes, equipando bass boats

25/11/2023
Foto: Descio Oliveira e Douglas Guimarães/Revista Náutica

Neste sábado (25), o palco do primeiro Foz Internacional Boat Show recebeu uma outra atração que agitou ainda mais as águas do Iate Clube Lago de Itaipu (ICLI): o Fishing Champions, campeonato de pesca esportiva que exibe motores mega potentes equipando bass boats, tradicionais barcos de pesca da modalidade.

Organizada pelo ICLI , a primeira edição da Fishing Champions reuniu 20 equipes de pescadores para definir o “campeão dos campeões”. Isso porque essa foi a última disputa do ano entre os times com melhor desempenho no torneio Pesca Entre Amigos do ICLI, que, ao longo do ano, participaram cerca de 80 equipes, compostas de 2 a 3 pescadores.

Foto: Descio Oliveira e Douglas Guimarães/Revista Náutica

Durante toda a temporada de 2023, cerca de 200 pescadores disputaram as nove etapas do Pesca Entre Amigos, realizadas de fevereiro a outubro. Assim, os times foram somando pontos a cada disputa para que, na etapa final, os campeões fossem contemplados com prêmios — que incluíram motores e até barcos.

Conincidiu do campeonato ser no mesmo dia do Boat Show, para engrandecer ainda mais esse evento que Foz está recebendo, que eu espero que se repita por muitos e muitos anos– Alan Bueno, da equipe Grenal Fishing Team

O vencedor da etapa final de hoje foi a equipe ADP Fishing, que pescou o maior peixe por tamanho de medida: 55,5 cm. Os 5 melhores pescadores de hoje foram Edvaldo Carvalho Moreira, Adenilton Moreira Diniz, João Rocha, Adriano Milholi e Adriano Santos.

 

Vale ressaltar que participantes disputam na modalidade de pesca esportiva — onde os peixes são devolvidos vivos a natureza, para valorizar a prática sustentável e a preservação das espécies.


1º Foz Internacional Boat Show 2023

O mais novo encontro entre nações e barcos já está acontecendo no oeste do Paraná, na região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina!

 

O 1º Foz Internacional Boat Show traz embarcações na faixa dos 40 pés — a maioria delas disponível para test-drive — e cerca de 30 marcas para as águas doces do charmoso Lago de Itaipu.

Foto: Revista Náutica

Cerca de 15 mil visitantes devem passar pelo evento que marca o primeiro salão internacional com a chancela Boat Show, em uma parceria entre a Secretaria de Estado do Turismo, a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, a usina hidrelétrica Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Acobar.

 

O Foz Internacional Boat Show tem apoio também da Adetur (Agência de Desenvolvimento Cultural e Turístico da Região Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu).

 

FOZ INTERNACIONAL BOAT SHOW
Anote aí!
Quando: De 23 a 26 de novembro de 2023
Onde: Iate Clube Lago de Itaipu (R. Inacio Reuter Sottomaior, 1020, Jardim Porto Dourado, Foz do Iguaçu – PR)
Horário: 16h às 22h
Saiba mais no site oficial do evento
Ingressos: site oficial de vendas

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis

    Lancha resistente a fuzil é o novo reforço da Polícia Militar do Paraná; conheça o barco

    Embarcação militar Aruanã 29-CM-P atuará junto à Patrulha Costeira no combate à criminalidade e segurança de 39 comunidades

    Rei e cerveja: conheça a pequena ilha que tem ‘monarca’ próprio e pub centenário

    Pertencente à Inglaterra, Ilha de Piel é habitada há pelo menos 3 mil anos e conta com um antigo castelo

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda