Aos 24 anos, japonês completa volta ao mundo de veleiro em viagem sem escalas

Hirotsugu Kimura desbancou recorde de 30 anos e agora é o mais jovem do país a terminar travessia

13/06/2024
Foto: Instagram @go_around_re_earth / Reprodução

O mar, um veleiro e, literalmente, o mundo todo pela frente. Foi o que os olhos de Hirotsugu Kimura avistaram em outubro de 2023, quando o jovem de apenas 24 anos e 9 meses zarpou rumo ao grande objetivo de sua vida: completar uma travessia solo, sem escalas, ao redor do globo — missão que terminou em 8 de junho, após 230 dias navegando.

A coragem de Hirotsugu Kimura em se aventurar numa experiência como essa é, por si só, uma grande vitória. Mas o fato do jovem ter apenas 24 anos torna o feito ainda mais admirável. Não à toa, ele atracou em Nishinomiya com, além de muita história na bagagem, um recorde: o mais jovem japonês a concluir uma travessia ao redor do mundo sem escalas em um veleiro.

Foto: Instagram @go_around_re_earth / Reprodução

Para assumir o lugar no topo do pódio dos que se aventuram em experiências como essa, Hirotsugu desbancou, justamente, a pessoa responsável por o fazer sonhar em velejar, quando ele ainda estava no ensino médio: Kojiro Shiraishi.


Hoje com 57 anos, Shiraishi tinha 26 anos e 10 meses quando estabeleceu o recorde, 30 anos atrás, que agora foi quebrado por Hirotsugu Kimura.

Estou muito feliz por poder voltar depois de navegar com sucesso ao redor do mundo– comemorou Hirotsugu Kimura

Viagem de herói, recepção de gala

A viagem de Hirotsugu Kimura rumo as águas do mundo começou em outubro de 2023. O jovem percorreu uma rota que passou pelo leste através do Pacífico e pelo extremo sul da América do Sul e da África. Hirotsugu cruzou a linha de chegada no Canal Kii, na província de Wakayama, por volta das 14h45 do dia 8 de junho.

Foto: Instagram @go_around_re_earth / Reprodução

Hirotsugu, contudo, não pode dizer que contou com a famosa “sorte de principiante”. Isso porque essa não foi a primeira vez que o japonês tentou cruzar o globo. Sua primeira empreitada, em novembro de 2022, foi frustrada por uma falha em um dos equipamentos do veleiro, após enfrentar uma tempestade logo após a partida.

Foto: Instagram @go_around_re_earth / Reprodução

Sua persistência e dedicação o colocaram no lugar em que ocupa hoje: um grande recordista. Para completar o feito com chave de ouro, sua chegada contou com a presença de cerca de 100 pessoas, entre apoiadores e cidadãos locais.

 

Um fã, no entanto, se destacou em meio a multidão que aguardava a chegada de Hirotsugu Kimura. O célebre iatista japonês Kenichi Horie, no auge dos seus 85 anos, foi especialmente para parabenizar o rapaz. Em 1962, Kenichi foi o primeiro a cruzar o Oceano Pacífico — do Japão aos Estados Unidos — velejando sozinho e sem escalas. Sessenta anos mais tarde, em 2022, Kenichi fez a mesma travessia, porém, partindo dos EUA, e tornou-se a pessoa mais velha do mundo a cruzar o Pacífico em uma viagem solo e sem paradas — aos 83 anos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem recupera Apple Watch que estava perdido no mar do Caribe há mais de um ano

    Aparelho foi encontrado ainda funcionando graças à ferramenta de localização do dispositivo

    Fluvimar mostrará sua linha de pontoons e barcos de pesca no Brasília Boat Show

    Estaleiro paranaense tem 30 anos de mercado e quase 13 mil barcos na água; salão acontece de 14 a 18 de agosto

    Maior barco da Fibrafort, lancha F420 Gran Coupé será destaque no Brasília Boat Show

    De 14 a 18 de agosto, público do evento náutico poderá conferir de perto os detalhes dessa e de outras duas embarcações do estaleiro

    Doutor Bruno: atleta olímpico dividiu rotina do kitesurf com medicina e mira ouro em Paris

    Entre plantões médicos e velejadas, Bruno Lobo superou lesões e falta de apoio para estrear nas Olimpíadas de 2024

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano