Jato particular desaparecido há mais de 50 anos é encontrado submerso em lago

Paradeiro do avião Jet Commander, que transportava cinco pessoas, era desconhecido desde 1971

26/06/2024
Foto: Domínio Público / Wikimedia Commons

Um mistério que perdura há mais de 50 anos está perto do seu desfecho. Especialistas acreditam ter encontrado os destroços do Jet Commander, avião particular que transportava cinco pessoas quando desapareceu, em janeiro de 1971, no Lago Champlain, Estados Unidos.

Na época, as buscas iniciais não encontraram nenhum vestígio da aeronave. O lago, que tem seus 120 metros de profundidade, congelou quatro dias depois do desaparecimento do jato. Porém, quando chegou a primavera de 1971, o gelo derreteu e alguns fragmentos do avião começaram a aparecer.

 

 

Desde então, pelo menos 17 expedições que buscavam encontrar mais destroços aconteceram, mas o maior avanço só veio agora, em 2024. No último mês de maio, a equipe liderada pelo pesquisador Garry Kozak, com ajuda de um veículo operado remotamente (ROV), encontrou o que pode ser partes do avião desaparecido.

 

Os pedaços submersos têm o mesmo tipo de pintura personalizada do jato desaparecido, e foram descobertos perto de onde a torre de controle havia rastreado o avião pela última vez. Ainda por cima, os destroços foram avistados a 60 metros da Ilha Juniper — quase 5 km a sudoeste de Burlington, onde ficava o aeroporto de partida.

Com todas essas evidências, temos 99% de certeza absoluta– Garry Kozak

A partir do uso de um sonar — aparelho inicialmente criado para detectar submarinos — , as buscas apontaram que o Jet Commander caiu no Lago Champlain, — entre Nova York e Vermont. Conforme Kozak disse à WCAX-TV, a busca pode ter demorado pois os jatos se quebram em muitos pedaços, o que dificulta a procura.

Agora que sabem onde o avião está localizado, os familiares pretendem realizar um memorial em homenagem às vítimas. Enquanto isso, o Conselho Nacional de Segurança em Transportes está investigando para verificar se o avião submerso, de fato, se trata do desaparecido.

Dos céus às águas

O jato corporativo Jet Commander tinha a bordo dois tripulantes e três funcionários da empresa de desenvolvimento Cousin’s Properties, de Atlanta, no estado da Geórgia. Eles trabalhavam num projeto de desenvolvimento em Burlington — onde ficava o último aeroporto que o avião conheceu.

Foto: Lake Champlain Region/ Divulgação

Logo depois de partir sob uma forte neve do aeroporto de Burlington com destino a Providence, Rhode Island, o piloto que mantinha comunicação com a torre de comando via rádio, abruptamente, perdeu o contato enquanto voava sobre o Lago Champlain.

 

Sendo assim, todos a bordo ficaram desaparecidos, e o fim do avião era um mistério até os dias de hoje. Porém, se o 1% de dúvida de Kozak se tornar certeza, o caso está resolvido.

 

Por Áleff Willian, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fluvimar mostrará sua linha de pontoons e barcos de pesca no Brasília Boat Show

    Estaleiro paranaense tem 30 anos de mercado e quase 13 mil barcos na água; salão acontece de 14 a 18 de agosto

    Maior barco da Fibrafort, lancha F420 Gran Coupé será destaque no Brasília Boat Show

    De 14 a 18 de agosto, público do evento náutico poderá conferir de perto os detalhes dessa e de outras duas embarcações do estaleiro

    Doutor Bruno: atleta olímpico dividiu rotina do kitesurf com medicina e mira ouro em Paris

    Entre plantões médicos e velejadas, Bruno Lobo superou lesões e falta de apoio para estrear nas Olimpíadas de 2024

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis