Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

Com estilo contemporâneo, embarcação será a primeira lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

17/05/2024
Foto: Mirrari/ Divulgação

Se prepare para conhecer uma lancha que está sendo produzida nos Emirados Árabes Unidos e que parece uma nave especial sobre as águas. Estamos falando da primeira embarcação projetada pela Mirrari, estaleiro emiradense recém-chegado ao universo náutico e que pretende inovar o mercado.

Com um estilo futurista, o design da lancha de 55 pés (16 metros de comprimento) mistura o toque natural com o espacial. Não à toa ela será construída em parceria com o estaleiro Enata Marine, também dos EAU, que utiliza técnicas de fabricação encontradas na indústria aeroespacial e inclui até o uso de robôs.

Foto: Mirrari/ Divulgação

Já que a embarcação foi feita para durar, os designers decidiram utilizar materiais diferenciados para construir o Mirrari, como fibra de carbono, fibra sintética de aramida e titânio. Assim, a lancha que lembra uma nave espacial fica mais leve e desempenha melhor na água.

 

O barco futurista promete ampla sensação de espaço, graças às áreas cobertas em ambas as extremidades. A superestrutura ainda conta com uma cúpula de vidro dinâmica e um casco leve — porém forte. Essa estética tem inspiração em “intricados esqueletos de aves”, segundo a marca.

Foto: Mirrari/ Divulgação

Por todos esses detalhes, o Mirrari promete não só entregar apelo visual, mas também uma resistência excepcional. O premiado designer Timur Bozca, em colaboração com a Enata, também garantiu uma estética agradável e uma tecnologia avançada para o barco de lançamento da marca.

Eu sabia que seria algo extraordinário– Timur Bozca

Por dentro da “nave espacial”

Móveis modernos, iluminação em tons claros, materiais de alta qualidade e uma paleta neutra sutil. Esses elementos definem a parte interna da lancha, que mescla o design espacial com a sofisticação de um barco de luxo. Além disso, bancos almofadados entregaram ainda mais conforto aos convidados.

Foto: Mirrari/ Divulgação
Foto: Instagram @enatamarine/ Reprodução
Foto: Instagram @enatamarine/ Reprodução

O andar superior conta com dois salões — interno e externo –, uma área de jantar e o leme, enquanto o inferior tem duas cabines privativas, uma cozinha e um pequeno lounge. A popa vem equipada com churrasqueira e um bar — que ostenta um grande solário –, e a proa é forrada com assentos luxuosos.

Foto: Instagram @enatamarine/ Reprodução
Foto: Instagram @enatamarine/ Reprodução

Por fim, a tecnologia da Enata estará presente pelo sistema Wingman. Este recurso permite que o dono controle vários aspectos do barco de maneira remota, como realizar diagnósticos e implementar uma manutenção preventiva. Ainda não há nenhuma informação da Mirrari sobre a motorização.

O começo de um sucesso?

Com entrega prevista para 2025, a lancha em formato de nave espacial ainda está em construção. Mas ao que depender do ambicioso Rashed Al Shaali, essa será a primeira de muitas. Descendente da família fundadora do estaleiro Gulf Craft, ele tem a Mirrari como seu primeiro empreendimento próprio.

Foto: Instagram @enatamarine/ Reprodução

Embora essas experiências tenham sido inestimáveis, elas também me revelaram a estagnação da indústria náutica, despertando meu desejo de mudança– Rashed Al Shaali

Com o lançamento da Mirrari, o empresário dos Emirados Árabes Unidos espera inovar no setor de embarcações de luxo, e está ansioso para que sua “nave espacial” conheça as águas pela primeira vez.

Mal posso esperar para que o primeiro Mirrari seja revelado ao mundo– disse Al Shaali

 

Por Áleff Willian, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água