Maior túnel subaquático do mundo ligará países em apenas 7 minutos

Com 18 km de extensão, túnel Fehmarnbelt ligará Dinamarca à Alemanha e usará aço suficiente para construir 50 Torres Eiffel

01/07/2024
Foto: Divulgação

Em quantos lugares você consegue chegar em sete minutos? Por meio do maior túnel subaquático do mundo, essa quantidade de tempo será suficiente para te transportar a outro país.

Batizado de Túnel Fehmarnbelt, o projeto de 18 quilômetros de extensão interligará Rødbyhavn, na Dinamarca, a Fehmarn, na Alemanha. Atualmente, o percurso só é possível por meio de balsa e leva 45 minutos.

Foto: Divulgação

A viagem poderá ser feita tanto de trem, com duração de sete minutos, quanto de carro, com duração de dez minutos. A rota traçada pelo fundo do Mar Báltico também será a mais curta entre a região da Escandinávia e o resto da Europa.

 

A construção do maior túnel subaquático do mundo começou em 2020 no lado dinamarquês e em 2021 no lado alemão. A previsão é de que ele fique pronto em 2029.

 

Confira abaixo como será o projeto quando ficar pronto:

 

Fehmarnbelt Tunnel – lt – Closer together. New opportunities. from Femern A/S on Vimeo.

Como é feito o maior túnel subaquático do planeta

Imponente, a obra requer 360 mil toneladas de aço, equivalente ao necessário para construir 50 Torres Eiffel iguais a do mais famoso cartão postal de Paris. Cerca de 19 milhões de metros cúbicos de areia, pedra e solo estão sendo dragados para acomodar o Fehmarnbelt.

 

No mar, centenas de marinheiros trabalham para submergir as partes construídas do túnel, dividido em 79 seções padrão e 10 especiais. Cada uma delas pesa 73 mil toneladas e tem 217 metros de comprimento.

 

Esses pedaços são montados e fundidos em terra firme para, em seguida, serem posicionados no fundo do mar com o auxílio de barcos. De acordo com o site do projeto, algo em torno de 60 a 70 embarcações foram empregadas para esse fim.

Foto: Divulgação

Quando a estrutura estiver completa, equipes de instalações técnicas e mecânicas trabalharão simultaneamente para equipar o maior túnel subaquático do mundo com trilhos ferroviários, ventilação, câmeras, sinalizações, pinturas, entre outros. Há também um portal que interliga a parte submersa com a ferrovia e estrada em terra firme.

 

A expectativa é de que o Fehmarnbelt opere por pelo menos 120 anos. Além de reduzir o tempo de viagem entre os países europeus, o projeto visa reduzir emissões de CO2 ao oferecer uma rota mais curta e rápida, bem como diminuir o engarrafamento nas estradas.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fluvimar mostrará sua linha de pontoons e barcos de pesca no Brasília Boat Show

    Estaleiro paranaense tem 30 anos de mercado e quase 13 mil barcos na água; salão acontece de 14 a 18 de agosto

    Maior barco da Fibrafort, lancha F420 Gran Coupé será destaque no Brasília Boat Show

    De 14 a 18 de agosto, público do evento náutico poderá conferir de perto os detalhes dessa e de outras duas embarcações do estaleiro

    Doutor Bruno: atleta olímpico dividiu rotina do kitesurf com medicina e mira ouro em Paris

    Entre plantões médicos e velejadas, Bruno Lobo superou lesões e falta de apoio para estrear nas Olimpíadas de 2024

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis