Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show de 2001

Evento mostrou força dos estaleiros brasileiros, com 143 barcos nacionais, além de quase 50 importados

28/02/2024
Foto: Arquivo Revista Náutica

Em 2024, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição. Para comemorar esse momento histórico, a equipe de NÁUTICA vai revisitar o passado novamente para mais uma edição da série Memória Náutica. Hoje é dia de relembrar o Rio Boat Show 2001, o primeiro deste século.

A 4ª edição do Rio Boat Show atracou na Marina da Glória entre os dias 20 e 29 de abril, em um evento que, para muitos, foi histórico para o setor náutico brasileiro. Como apontou a edição 154 da Revista Náutica, “nunca o maior e mais charmoso salão náutico da América Latina respirou um clima de tanto entusiasmo como neste ano.”

Foto: Arquivo Revista Náutica

O mercado está num momento excelente. Surgiram novos fabricantes e os antigos têm novos produtos. Isso dá uma expectativa de vendas animadora– Róbson Mondelo, da Dumon, à Revista Náutica edição 154

O que acontecia no mundo em 2001

Foi em 2001 que uma tartaruga marinha passou a circular no bolso dos brasileiros, com o lançamento da icônica cédula de 2 reais. No âmbito cultural, nascia naquele ano o primeiro filme de Harry Potter, assim como tinha início uma outra saga: O Senhor dos Anéis. A escola Imperatriz Leopoldinense, por sua vez, garantia o tricampeonato do Carnaval do Rio de Janeiro.


Quando se fala no ano de 2001, é quase impossível não se lembrar do ataque às torres gêmeas, em Nova York. O acontecimento é um dos tristes marcos da história da humanidade. Na tecnologia, a Microsoft lançava o inesquecível Windows XP e o vídeo game Xbox. Nascia também naquele ano o Wikipédia, que transformou, principalmente, a vida dos estudantes.

 

Nos esportes, a seleção brasileira de futebol ia mal: foi eliminada da Copa das Confederações e da Copa América. A classificação para a Copa do Mundo de 2002 veio somente na última rodada das eliminatórias, quando o Brasil venceu a Venezuela por 3 a 0. No tênis, Gustavo Kuerten, o Guga, seguia fazendo história e conquistava, naquele ano, o tricampeonato do torneio de Roland Garros.

Como foi o Rio Boat Show 2001

Talvez a melhor maneira de resumir como foi a edição de 2001 do Rio Boat Show seja deixar essa missão com os próprios expositores. Ricardo Khote, do hoje extinto estaleiro Piaggia Boats, relatou à época à reportagem da Revista Náutica: “vendemos 26 barcos. A expectativa era de vender 20 barcos se a feira fosse boa.”

Foto: Arquivo Revista Náutica

Já Natal de Souza, da Mercury, mencionou à revista que “o salão foi excelente. Vendemos todos os motores que trouxemos, o equivalente a três meses de venda.” Hamílton Angonese, do estaleiro Nautec, por sua vez, ressaltou que “o evento foi sensacional. Ano que vem estaremos aqui, e nossa proposta é trazer mais gente da vela e mais estaleiros.”

Foto: Arquivo Revista Náutica

Ou seja, o Rio Boat Show 2001 foi um evento que fez brilhar os olhos dos expositores ao mesmo tempo que agradou os quase 50 mil visitantes que embarcaram no salão ao longo de seus 9 dias. Mas, também, não tinha como ser diferente.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Não faltaram atrações para o público da 4ª edição do evento. Enquanto alguns tentavam participar dos concorridos testes drive de estaleiros como Intermarine e Spirit, outros acompanhavam a chegada da equipe de velejadores Rota Austral, depois de quase seis meses no mar.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Os amantes de competições curtiram a 4ª Regata Rio Boat Show, que, naquele ano, reuniu um número recorde de embarcações, com 310 barcos. Velejadores renomados como Marcos Ferrari, Maurício Santa Cruz, Torben Grael e Erik Schmidt deram ainda mais brilho ao evento.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Novamente, o sorteio de uma lancha agitou a feira e o advogado carioca Marcelo Corrêa foi o sortudo que levou para casa uma lancha Real de 16 pés, equipada com motor Mercury de 25 hp. Outra atração que se repetiu durante o salão foi a construção de uma embarcação ao vivo. Desta vez, a lancha, depois de pronta, tentaria bater o recorde Santos-Rio.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

O evento contou ainda com aulas gratuitas de vela e a 4ª edição do Encontro Náutico Brasileiro. Palestrantes como o velejador Amyr Klink e o mergulhador Paulo de Tharso movimentaram o salão, e os visitantes fizeram até fila para acompanhar o bate-papo com os dois.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Rio Boat Show 2001 em números

No Boat Show de 2001, um público de 48 mil pessoas (6 mil a mais que em 2000) pôde acompanhar a exposição de 191 embarcações, em um evento que deixou evidente o crescimento da indústria náutica nacional, com um total de 143 embarcações de estaleiros nacionais (75%) e 48 importadas (25%). Para se ter uma ideia, no evento de 2000 foram 125 barcos nacionais e 63 importados.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Outro ponto que chamou a atenção no evento daquele ano foi a quantidade de veleiros expostos. O segmento, que até então apresentava certa “timidez” no salão, mostrou que 2001 era o ano da virada desse cenário. Foram, ao todo, 20 veleiros, entre monotipos e oceânicos (representando 10,5% dos barcos). Em 2000, esse número não passou de 7.

Foto: Arquivo Revista Náutica

As lanchas representaram a maior parte dos barcos expostos, com 63%. Destas, 38% eram de proa aberta de passeio; 14% de proa fechada de passeio; 14% de pesca, 13% eram de cabinadas com fly, 11% de cabinadas de comando aberto e 10% representaram os modelos esportivos.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Os infláveis foram 17% dos modelos apresentados durante os 9 dias de salão, os jets somaram 7% e os jetboats fecharam o total de barcos, com 2,5% das embarcações.

Foto: Arquivo Revista Náutica

No quesito “coração dos barcos”, os motores somaram 161 unidades, em sua maioria com modelos de popa, que somaram 134. Logo após vieram os equipamentos centro diesel, com 18; centro-rabeta diesel, com 6; e centro-rabeta gasolina, com 3.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Quanto à potência, 58 modelos eram de até 50 hp; 50 foram dos 51 até os 150 hp; 40 foram dos 151 aos 300 hp e 13 passaram dos 301 hp.

Foto: Arquivo Revista Náutica

O Rio Boat Show 2001 trouxe ainda mais de 20 lançamentos de barcos ao evento, entre lanchas, jets e infláveis. Marcas como Spirit, Milmar, Magna, Tecnoboats, Proboat, Piaggia, Schaefer Yachts, Dolphin, Nautika, Sea-Doo, Yamaha, Colunna, Jeanneau e Funboat apresentaram suas últimas criações ao público.

Confira mais fotos da edição de 2001 do Rio Boat Show

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Vem aí o Rio Boat Show 2024!

Evento náutico mais charmoso do Brasil, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. As águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recebem o evento entre os dias 28 de abril e 5 de maio. Por lá, o grande público poderá ver de perto os principais lançamentos e destaques do mercado náutico com barcos na água e test-drive de embarcações.

O repertório é grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estarão reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibe destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

 

O público da 25ª edição do evento terá ainda atrações diversas, como palestras, desfile de moda e o tradicional Desfile de Barcos — em que os modelos de destaque do evento navegam pela Baía de Guanabara, junto com um show de luzes, música e até mestre de cerimônia.

Anote aí!

RIO BOAT SHOW 2024
Quando: De 28 de abril a 5 de maio;
Horário: De segunda a sexta-feira, das 15h às 22h | sábado e domingo, das 13h às 22h;
Onde: Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique, S/N, Glória);
Mais informações: rioboatshow.com.br.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    NÁUTICA Talks terá papo sobre a história dos jets com Renan Macedo

    Fundador da Usina do Jet ainda falará sobre o avanço das corridas e expedições a bordo da embarcação; palestra acontece durante o Rio Boat Show 2024

    Danimar leva scooter aquática e modelos off road ao Rio Boat Show 2024

    Concessionária oficial de marcas como Segway, empresa também apresentará UTV e quadriciclo ao público do evento náutico

    André Homem de Mello recorda histórica volta ao mundo a vela no NÁUTICA Talks

    Primeiro brasileiro a alcançar o feito em solitário e sem escalas integra agenda recheada do Rio Boat Show 2024

    Fernando Moraes conduz mergulho pelas ilhas brasileiras no NÁUTICA Talks

    Biólogo marinho trará à tona detalhes sobre biodiversidade e história de locais emblemáticos durante o Rio Boat Show 2024

    Prós e contras do envelopamento náutico serão discutidos com Pedro Dias no NÁUTICA Talks

    Especialista em adesivagem náutica, "Pedrinho" vai conduzir bate-papo na série de palestras do Rio Boat Show 2024