Memória Náutica: confira o melhor das 25 edições do Rio Boat Show

Série faz retrospectiva do evento em comemoração a sua histórica 25ª edição, que acontece de 28 de abril a 5 de maio

19/02/2024
Foto: Arquivo Revista Náutica

Em 2024, o Rio Boat Show, mais charmoso evento náutico da América Latina, chega a sua 25ª edição. Para comemorar esse momento histórico, a equipe de NÁUTICA vai revisitar o passado novamente para mais uma edição da série Memória Náutica.

Se você já tem tempo de casa, sabe que, em 2022, quando o São Paulo Boat Show chegou aos seus 25 anos, o Memória Náutica nasceu para relembrar toda a trajetória do evento paulista. Agora, se você é novo por aqui, essa é a hora perfeita para embarcar nessa jornada e relembrar os principais acontecimentos do Rio Boat Show — e do mundo — ao longo dessas 25 edições, começando pela de 1998.

 

A primeiríssima edição do Rio Boat Show (também a primeira feira náutica com a chancela Boat Show) foi realizada de 15 a 24 de maio de 1998, ano de momentos marcantes para a história do Brasil e do mundo.

Foto: Arquivo Revista Náutica

O evento estreou na Marina da Glória, sobre as águas da Baía de Guanabara e sob o olhar do Cristo Redentor — mesmo endereço onde o Rio Boat Show será realizado neste ano (anote na agenda: de 28 de abril a 5 de maio).

O que acontecia no mundo em 1998

Como uma marca de nascença do brasileiro, o primeiro registro de 1998 que vem a mente é dolorido e ficará marcado para sempre: a derrota na final para a França, país sede da Copa do Mundo daquele ano. A seleção de Zagallo, que perdeu de 3 a 0, reunia craques que resistem ao tempo até hoje, como Taffarel, Cafu, Ronaldo, Rivaldo, César Sampaio e Edmundo — talvez por isso a derrota seja ainda mais dolorida.

Ferretti 65, maior embarcação do Rio Boat Show de 1998. Foto: Arquivo Revista Náutica

Por outro lado, no mesmo ano, os torcedores cariocas do Vasco da Gama celebravam o título de campeão da Libertadores da América. O time do Rio de Janeiro  derrotou o Barcelona, do Equador, nas duas partidas da final. Em São Januário,  ganhou por 2 a 0 e, no Estádio Isidro Romero, em Guayaquil, venceu por 2 a 1.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Outro acontecimento marcante para o povo brasileiro foi a morte do cantor Tim Maia, um dos maiores ícones da música no Brasil. Tim nasceu e cresceu na cidade do Rio de Janeiro, e seu falecimento reuniu centenas de pessoas no centro de Niterói.


Ainda falando sobre arte, foi também em 1998 que o clássico Titanic estreou nos cinemas brasileiros, levando quase 17 milhões de pessoas aos telões. No cenário tecnológico, nascia em junho de 1998 um clássico da Microsoft, o Windows 98. Para complementar esse pacote, no mesmo ano, mas no mês de setembro, quem ganhou vida foi ele: o Google.

Como foi a 1ª edição do Rio Boat Show, de 1998

Agora, devidamente ambientados, podemos trazer a Memória Náutica de como foi a 1ª edição do Rio Boat Show, em 1998, que deu início ao que hoje é um grande polo do lifestyle náutico do Brasil.

UB Cabriolet 33. Foto: Arquivo Revista Náutica

O Rio Boat Show de 1998 foi além dos negócios e se sagrou, logo de cara, como um grande encontro de amigos, expositores e visitantes — como é até hoje. Já naquela época, mesmo os que não eram muito chegados ao setor acabaram se envolvendo no “clima de beira de cais, temperado pela leve maresia que pairava no ar”, como mencionado na edição 118 da Revista Náutica.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Se o evento precisasse ser descrito em uma frase, seria “como não pensamos nisso antes?”. Foi justamente esse o questionamento dos envolvidos no evento que reuniu, pela primeira vez, embarcações diretamente em seu habitat natural: a água.

 

E realmente parecia o cenário perfeito, já que poucas coisas combinam mais com o universo náutico do que a água da Baía de Guanabara e o sol — junto do cenário — do Rio de Janeiro.

Registro gráfico que aparece na edição de número 118 da Revista Náutica. Foto: Arquivo Revista Náutica

Ao longo dos 10 dias, 40 mil pessoas puderam viver o evento, que reuniu 195 barcos (52 deles na água), de caiaques a lanchas acima de 50 pés, além de 127 motores (111 de popa, 13 centro-diesel, 2 centro-rabeta diesel e 1 centro-rabeta gasolina). Dentre as embarcações, 80 eram importadas e, já naquela época, o mercado náutico brasileiro mostrava sua força, com 115 barcos nacionais.

 

Nesta edição, a maior embarcação presente foi a Ferretti 65, enquanto a menor foi um veleiro Monotipo Optmist.

 

Lanchas como o Fairline Phantom 38 (Milmar), UB Fishing 25 (Hobie), o catamarã Lagoon 41 (Sailing), a Spirit 38 Fly, o UB Cabriolet 33 (Symbol) e o Zodiac YL2 DL (Mardiesel) eram os grandes lançamentos do ano no setor.

Catamarã Lagoon 41. Foto: Arquivo Revista Náutica

A protagonista do primeiro teste NÁUTICA durante um evento Boat Show foi a Phantom 235 SL, um barco esportivo de proa aberta da Kiwi Boats (atual Schaefer Yachts), que, naquela época, era considerada uma tendência entre pequenos estaleiros regionais — atualmente a Schaefer é um dos maiores estaleiros do Brasil, com cerca de 4 mil embarcações entregues.

 

Fundado no Rio de Janeiro por Américo Santarelli, o extinto estaleiro Cobra — que fez muito sucesso com suas lanchas nos anos 1980 e 1990 — também esteve presente no Rio Boat Show 1998.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Trajados com celulares nos cintos, personalidades como Fernando Vanucci (saudoso locutor de rádio e apresentador que faleceu em 2020), Gilberto Ramalho (fundador da Intermarine), Márcio Schaefer (presidente da Kiwi Boats, atual Schaefer Yachts) e Paulo Renha (fundador da Real Powerboats) marcaram presença na 1ª edição do Rio Boat Show.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Rio Boat Show 2024

Evento náutico mais charmoso do Brasil, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. As águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recebem o evento entre os dias 28 de abril e 5 de maio. Por lá, o grande público poderá ver de perto os principais lançamentos e destaques do mercado náutico com barcos na água e test-drive de embarcações.

O repertório é grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estarão reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibe destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

 

O público da 25ª edição do evento terá ainda atrações diversas, como palestras, desfile de moda e o tradicional Desfile de Barcos — em que os modelos de destaque do evento navegam pela Baía de Guanabara, junto com um show de luzes, música e até mestre de cerimônia.

Anote aí!

RIO BOAT SHOW 2024
Quando: De 28 de abril a 5 de maio;
Horário: De segunda à sexta-feira, das 15h às 22h | sábado e domingo, das 13h às 22h;
Onde: Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique, S/N, Glória);
Mais informações: rioboatshow.com.br.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    NÁUTICA Talks terá papo sobre a história dos jets com Renan Macedo

    Fundador da Usina do Jet ainda falará sobre o avanço das corridas e expedições a bordo da embarcação; palestra acontece durante o Rio Boat Show 2024

    Danimar leva scooter aquática e modelos off road ao Rio Boat Show 2024

    Concessionária oficial de marcas como Segway, empresa também apresentará UTV e quadriciclo ao público do evento náutico

    André Homem de Mello recorda histórica volta ao mundo a vela no NÁUTICA Talks

    Primeiro brasileiro a alcançar o feito em solitário e sem escalas integra agenda recheada do Rio Boat Show 2024

    Fernando Moraes conduz mergulho pelas ilhas brasileiras no NÁUTICA Talks

    Biólogo marinho trará à tona detalhes sobre biodiversidade e história de locais emblemáticos durante o Rio Boat Show 2024

    Prós e contras do envelopamento náutico serão discutidos com Pedro Dias no NÁUTICA Talks

    Especialista em adesivagem náutica, "Pedrinho" vai conduzir bate-papo na série de palestras do Rio Boat Show 2024