Vai ao Foz Internacional Boat Show? Confira passeios pelas Cataratas do Iguaçu

Visitantes do Boat Show encontrarão muitas atrações para admirar a força das águas na região

20/10/2023
Foto: Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu / Divulgação

Um conjunto de cerca de 275 quedas de água forma uma das mais belas paisagens encontradas no Brasil: as Cataratas do Iguaçu. A impressionante força das águas do rio Iguaçu (parte da bacia hidrográfica do rio Paraná) atrai turistas de todo o mundo para o oeste do Paraná, no Sul do país, que ficam admirados com os passeios pelas Cataratas do Iguaçu.

A porta de entrada para visitar esse cenário imperdível é a cidade de Foz do Iguaçu — mesmo município que receberá o Foz Internacional Boat Show. O evento, marcado para acontecer entre 23 e 26 de novembro, será o primeiro salão náutico na região conhecida como Tríplice Fronteira, pela proximidade das nossas terras com Argentina e Paraguai.

Já apontadas entre as Maravilhas Naturais do Mundo, segundo votação popular online, as Cataratas são parada obrigatória no roteiro de viagem por Foz do Iguaçu — ainda mais pelo fato de permitir, em uma só trip, aproveitar três países.

 

As Cataratas do Iguaçu ficam na fronteira entre Brasil e Argentina, dividindo-se entre o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, e o Parque Nacional Iguazú, em Misiones. Ambas as reservas naturais são declaradas Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco.

Foto: Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu / Divulgação

Quem visita a região tem opção de sobra de atrações. Para se ter ideia, a área total de ambos os parques corresponde a 250 mil hectares de floresta subtropical.

 

Para não ficar perdido entre tantas opções de passeios pelas Cataratas do Iguaçu, NÁUTICA preparou um guia rápido de viagem para você aproveitar o melhor desse destino — tanto pelo lado brasileiro, quanto do argentino. Além disso, entregamos as dicas mais quentes para sua visita à região ser inesquecível.

Passeios do lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu

Os passeios pelas Cataratas do Iguaçu no lado brasileiro da fronteira são feitos por ônibus, que saem a todo momento do Centro de Visitantes, na entrada do parque. É possível ainda entrar de táxi ou van de excursão, mas não de carro particular. Confira os destaques do destino!

Garganta do Diabo

A Garganta do Diabo é uma das mais impressionantes quedas d’água das Cataratas do Iguaçu, com o maior salto do conjunto de quedas. Desaguando em formato de U, o local tem mais de 80 metros de altura e 150 metros de largura, na divisa entre Brasil e Argentina.

Foto: Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu / Divulgação

Por lá, é impossível não se surpreender com o volume e velocidade da água. Para conferir mais de perto, os visitantes podem descer por uma passarela até pertinho da Catarata.

Macuco Safari

Um dos passeios mais procurados do parque, o Macuco Safari leva os turistas através de um bote pelo leito do rio Iguaçu, até próximo às quedas dos Três Mosqueteiros. Chegando lá, é hora de escolher: com ou sem emoção. Na primeira opção, o bote chega mais perto das Cataratas e todos se molham, enquanto que na segunda ele fica a certa distância, mantendo os turistas secos.

Foto: Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu / Divulgação

Essa, no entanto, é só a parte final do Safari. Primeiro, há um passeio de 2 km pela selva do Parque Nacional do Iguaçu, em veículos ecológicos movidos a eletricidade. Depois, guias bilíngues conduzem uma caminhada pela mata, trazendo informações e curiosidades sobre a fauna e flora local com bastante contato com a natureza. O bote vem por último, para fechar com chave de ouro.

Parque das Aves

Com mais de 900 mil visitantes por ano, o Parque das Aves fornece aos turistas uma experiência de conexão com a Mata Atlântica e suas espécies. São cinco viveiros de imersão, para ver bem de perto aves como a jacutinga, mutum-de-alagoas, tucanos e araras (quase 100 delas voando acima dos visitantes).

Foto: Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu / Divulgação

Considerado um dos maiores viveiros da América Latina, o Parque das Aves tem ainda quase 300 periquitos, um borboletário, harpias, corujas, papagaios e até répteis, como jacarés, sucuris e jiboias. Vale ressaltar que no parque são acolhidas aves resgatadas, que sofreram com o tráfico e maus tratos e não possuem mais condições de retornar ao seu habitat natural.

Espaço Naipi

Em um lugar como as Cataratas do Iguaçu, não poderia faltar um mirante. O Espaço Naipi proporciona uma vista de todo o cânion das Cataratas, em uma estrutura que abriga três plataformas de contemplação e dois elevadores panorâmicos — que conduzem até a parte mais alta.

Foto: Instagram @fotoequipecataratas. Equipe: Bebyana Siqueira, Jonathan Avalos e Marco Antônio / Divulgação

Localizado no fim da trilha das Cataratas, no espaço há ainda um deque, que avança cerca de cinco metros rio adentro. Os visitantes também têm acesso à passarela da Garganta do Diabo, além de uma loja de lembranças e infraestrutura de apoio, como banheiros e lanchonete.

Amanhecer nas Cataratas

Com início no primeiro mirante, em frente ao Hotel das Cataratas e fim no Porto Canoas — com café da manhã servido das 7h30 às 9h30 –, o Amanhecer nas Cataratas proporciona a experiência de ver o sol nascer em meio ao mundaréu de água, antes da abertura do parque.

Foto: Instagram @fotoequipecataratas / Divulgação

O trecho até a Passarela das Cataratas, onde fica a Garganta do Diabo, é percorrido a partir dos elevadores panorâmicos. O passeio é realizado todas as terças, quintas e sábados, às 6h. Devido ao horário, é importante chegar ainda “à noite”.


Passeios do lado argentino das Cataratas do Iguaçu

O lado argentino das Cataratas é considerado mais “selvagem”. Por lá, os visitantes ficam o tempo todo na mata e chegam muito perto de várias quedas. Há quem diga que o parque brasileiro tem mais beleza, enquanto o lado dos hermanos, mais adrenalina.

 

Outra diferença está no transporte: no parque argentino não há ônibus saindo a todo momento, como no Brasil. Os argentinos usam como meio de transporte o trem, que faz menos viagens e gera filas de 20 a 30 minutos nas estações de embarque. Que fique claro: ainda assim, o passeio vale a pena!

Garganta Del Diablo

O passeio à Garganta Del Diablo começa justamente a bordo do trem, que tem vagões ao ar livre para respirar o ambiente da selva e apreciar a paisagem de selva e rio.

Foto: Iguazú Argentina / Divulgação

Conforme o trem se aproxima da Garganta Del Diablo, os turistas já começam a ouvir o estrondo de uma queda d’água de mais de 82 metros de altura, com vazão média de 1.800 m³ por segundo (o suficiente para encher 36 piscinas olímpicas em 1 minuto!).

Paseo Inferior

O Paseo Inferior (ou passeio inferior) leva os visitantes para vivenciarem a natureza de perto, por meio de passarelas no meio da selva. Pelo caminho, é possível encontrar com espécies de borboletas, pássaros e quatis, que fazem companhia no trajeto até algumas cachoeiras.

Foto: Iguazú Argentina / Divulgação

Paseo Superior

Como o próprio nome sugere, o Paseo Superior (ou passeio superior), traz a vista de cima das Cataratas. As borboletas seguem acompanhando o caminho, mas dessa vez acompanhadas de aves como andorinhões e tucanos. No passeio, é possível ver do alto as cachoeiras Mbiguá, Adão e Eva ou Bossetti, além de uma das mais impressionantes: a Cachoeira San Martín.

Foto: Iguazú Argentina / Divulgação

Sendero Verde

O Sendero Verde (ou trilha verde) é um passeio mais tranquilo. Trata-se de uma caminhada pela selva que conecta os turistas à natureza, através do contato com animais como as gralhas-de-crista-negra, tucanos, macacos, quatis e até jacarés — que costumam aparecer para tomar um sol.

Foto: Iguazú Argentina / Divulgação

Além dos animais, na trilha há uma variedade de espécies da flora nativa, como árvores, lianas, arbustos e aguapés.

Paseo de Luna Llena

Nos dias de lua cheia no céu, o parque argentino oferece o passeio noturno Luna Llena. A caminhada sob o luar começa na estação central. Após as boas-vindas dos guardas-florestais e guias do parque, os visitantes vão até a Garganta del Diablo de trem, para iniciar uma caminhada ao mirante da cachoeira, que ganha um toque especial com a luz da lua.

Foto: Iguazú Argentina / Divulgação

Gran Aventura

O Gran Aventura é a versão argentina do Macuco Safari. Ou seja, inclui um passeio de bote, no leito do rio Iguaçu, até as quedas d’água. Contudo, o passeio argentino é mais radical: não há a opções “sem emoção”. Os botes andam mais rápido, fazem duas paradas em cascatas diferentes e chegam muito mais perto da cascata. A idade mínima para participar da aventura é 12 anos.

Foto: Tour Cataratas / Reprodução

Melhor período para visitar as Cataratas do Iguaçu

A melhor época para visitar as Cataratas do Iguaçu é durante os meses quentes de outubro a março, quando há mais chuva e o nível de água aumenta. Sorte de quem estará por lá durante o Foz Internacional Boat Show, em novembro!

 

É também nesse período que o local recebe um grande número de turistas, ou seja: alta temporada. Portanto, é aconselhável visitar o parque pela manhã para desfrutar de uma paisagem mais tranquila.

 

Por outro lado, os meses de maio a setembro fazem parte da estação seca, com menor volume de água e temperaturas mais baixas. Mesmo assim, as Cataratas ainda impressionam com sua grandiosidade e poder.

Qual o preço dos passeios pelas Cataratas do Iguaçu?

No Brasil, os ingressos para visitar o Parque Nacional do Iguaçu custam a partir R$ 78 e crianças com até 6 anos não pagam (preços pesquisados em outubro de 2023 e sujeitos a alteração).

 

Por outro lado, as entradas para o parque argentino custam a partir de 20 mil pesos (R$ 288, em valores convertidos em outubro de 2023) para maiores de 17 anos e 5 mil pesos (R$ 72) para pessoas de 6 a 16 anos.

 

Alguns dos passeios pelas Cataratas (como a navegação) cobra ingressos à parte. Verifique o site oficial do parque brasileiro e do parque argentino.

 

Vale ressaltar que, além dos passeios mais procurados, ainda é possível praticar outras atividades, como trekking pela mata, rafting no Rio Iguaçu, trilhas com bicicletas, passeios de barco, caiaque e cachoeirismo.

Dicas para curtir os passeios pelas Cataratas do Iguaçu

  • Leve capa de chuva;
  • Se você gosta de registrar tudo, invista em uma capinha de celular à prova d’água;
  • Caso escolha navegar perto das Cataratas, como nos passeios Gran Aventura ou Macuco Safári, vale levar uma troca de roupa na mochila;
  • Chegar cedo é sempre a melhor opção, principalmente do lado argentino, onde os trens podem demorar;
  • Ambos os lados das Cataratas do Iguaçu podem ser visitados de maneira satisfatória em um único dia. Mas, para curtir tudo com calma e não deixar nada por fazer, vale separar dois dias para curtir;
  • Se a ideia for fazer uma viagem mais econômica, leve lanches para comer durante o dia;
  • Hidrate-se!

Foz Internacional Boat Show 2023

1º Foz Internacional Boat Show terá quatro dias de exposição no oeste do Paraná, na região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

 

A expectativa é reunir 15 mil visitantes e cerca de 30 marcas, com a apresentação de barcos na faixa dos 40 pés — a maioria deles disponível para test-drive nas águas navegáveis do Lago de Itaipu.

Foto: ICLI / Divulgação
Charmoso Iate Clube Lago de Itaipu vai sediar a primeira edição do Foz Internacional Boat Show. Foto: ICLI / Divulgação

Primeiro em água doce do Brasil e, também, primeiro salão internacional com a chancela Boat Show, o Boat Show de Foz é uma parceria entre a Secretaria de Estado do Turismo, a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, a usina hidrelétrica Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Acobar.

 

Foz Internacional Boat Show tem apoio também da Adetur (Agência de Desenvolvimento Cultural e Turístico da Região Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu).

Como ser um expositor no Boat Show de Foz

Para expor sua marca ao lado dos principais nomes do setor náutico do Brasil e do mundo, entre em contato pelo e-mail  [email protected]  ou pelo telefone (11) 2186-1068 e confira os espaços disponíveis.

 

FOZ INTERNACIONAL BOAT SHOW
Anote aí!
Quando: De 23 a 26 de novembro de 2023
Onde: Iate Clube Lago de Itaipu (R. Inacio Reuter Sottomaior, 1020, Jardim Porto Dourado, Foz do Iguaçu – PR)
Horário: 16h às 22h
Saiba mais no site oficial do evento

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis

    Lancha resistente a fuzil é o novo reforço da Polícia Militar do Paraná; conheça o barco

    Embarcação militar Aruanã 29-CM-P atuará junto à Patrulha Costeira no combate à criminalidade e segurança de 39 comunidades

    Rei e cerveja: conheça a pequena ilha que tem ‘monarca’ próprio e pub centenário

    Pertencente à Inglaterra, Ilha de Piel é habitada há pelo menos 3 mil anos e conta com um antigo castelo

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda