Concurso levará estudantes para visitar moderno navio de pesquisa da Marinha do Brasil

Alunos de ensino superior, médio e fundamental podem participar de disputa de redação organizada pelo Centro de Excelência para o Mar Brasileiro

20/06/2024
Foto: Marinha do Brasil/ Divulgação

Imagine visitar um dos mais modernos navios de pesquisa do Brasil e conhecer, pessoalmente, os responsáveis por estender as fronteiras marítimas do país. Pois é essa a experiência que terão os vencedores do concurso de redação organizado pelo Centro de Excelência para o Mar Brasileiro (Cembra).

Em sua segunda edição, a competição permite a participação dos alunos dos Ensinos Fundamental (6º ao 9º ano), Médio e Superior de todo o Brasil.

Foto: Marinha do Brasil/ Divulgação

Neste ano, o tema da redação é “Plano de Levantamento da Plataforma Continental Brasileira (LEPLAC) – O Trabalho dos ‘Bandeirantes das Longitudes Salgadas’, voltado para a definição da fronteira leste do Brasil”.

 

Os interessados em participar podem enviar a redação pelo site do Cembra até o dia 8 de setembro. Os detalhes sobre o concurso estão disponíveis no regulamento.

Visita ao navio de pesquisa

Os textos serão avaliados por uma comissão e os primeiros colocados de cada nível escolar ganharão um tablet, bem como a oportunidade de conhecer o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) “Vital de Oliveira”.

Foto: Marinha do Brasil/ Divulgação

A embarcação, pertencente à Marinha do Brasil, é considerada um dos dez mais bem equipados navios de pesquisa do mundo e realiza comissões em apoio ao LEPLAC.

 

Além disso, os autores das dez melhores redações de cada nível receberão um diploma de participação e um exemplar da 3ª Edição do Livro “O Brasil e o Mar no Século XXI”.

[A finalidade da iniciativa é] desenvolver a mentalidade marítima no seio da sociedade brasileira, despertando nas crianças, nos jovens e nos adultos o interesse por temas de valor estratégico para o Brasil– regulamento do concurso de redação

Por dentro do tema

O LEPLAC nada mais é do que o projeto que tem como objetivo expandir o tamanho do mar pertencente ao Brasil. Pela Convenção das Nações Unidas, o país tem direito a 200 milhas náuticas além da costa, mas segue estabelecendo novos limites geográficos no oceano.


Já o termo ‘Bandeirantes das Longitudes Salgadas’ refere-se às equipes que trabalham para ampliar os espaços marítimos, em referência aos antigos bandeirantes que aumentaram o território terrestre do Brasil no século 16.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fluvimar mostrará sua linha de pontoons e barcos de pesca no Brasília Boat Show

    Estaleiro paranaense tem 30 anos de mercado e quase 13 mil barcos na água; salão acontece de 14 a 18 de agosto

    Maior barco da Fibrafort, lancha F420 Gran Coupé será destaque no Brasília Boat Show

    De 14 a 18 de agosto, público do evento náutico poderá conferir de perto os detalhes dessa e de outras duas embarcações do estaleiro

    Doutor Bruno: atleta olímpico dividiu rotina do kitesurf com medicina e mira ouro em Paris

    Entre plantões médicos e velejadas, Bruno Lobo superou lesões e falta de apoio para estrear nas Olimpíadas de 2024

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis