Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2013

Pelo segundo ano no Píer Mauá, a 16ª edição do salão contou com cerca de 200 embarcações, metade delas sobre as águas

05/04/2024
Foto: Arquivo Revista Náutica

Em 2024, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição. Para comemorar esse momento histórico, a equipe de NÁUTICA vai revisitar o passado novamente para mais uma edição da série Memória Náutica. Hoje é dia de relembrar o Rio Boat Show 2013, salão que aconteceu pela segunda vez no Píer Mauá.

A 16ª edição do salão náutico mais charmoso da América Latina atracou nas águas do Píer Mauá, no centro do Rio, de 25 de abril a 1º de maio, com mais de 200 barcos — muitos deles atracados em meio quilômetro de píer, prontos para saírem em teste drive. Cinco pavilhões de exposição ainda levaram à feira barcos “no seco”, equipamentos e acessórios para embarcações, além de muitas atividades interativas.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Pelo segundo ano consecutivo, o Píer Mauá sediou o Boat Show e mudou a paisagem do velho porto: saíram os navios e entraram os iates– dizia a edição 297 da Revista Náutica 

O que acontecia no mundo em 2013

Em 2013, enquanto a Sony lançava o PlayStation 4, nascia outro fenômeno entre crianças e adultos: o jogo “Pou”, que rendeu nada menos que 80 milhões de downloads — só no Brasil. No ano da tragédia na boate Kiss, o país perdeu também Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr.


Naquele ano, o argentino Jorge Mario Bergoglio tornou-se o Papa Francisco, e a Seleção Brasileira de Futebol conquistou o título da Copa das Confederações, realizada no Rio como preparação para a Copa do Mundo de 2014. Falando em Rio, por lá rolou a 5ª edição do Rock in Rio, que recebeu artistas como Beyoncé, Florence and The Machine, Metallica, Alice in Chains, Bon Jovi, Iron Maiden e Avenged Sevenfold.

Destaques do Rio Boat Show 2013

Barcos não faltaram no Rio Boat Show 2013, afinal, mais de 200 deles embelezaram ainda mais as águas do Píer Mauá. Alguns, contudo, atraíram os olhares atentos de quem visitou o salão daquele ano, como a Schaefer 800. “A nova estrela da Schaefer“, como dizia a edição 297 da Revista Náutica, era à época a maior embarcação do estaleiro catarinense, com “porte de iate”.

Foto: Arquivo Revista Náutica

O design da embarcação era considerado inovador e moderno, uma vez que trazia flybridge e teto rígido, sendo que o fly era, na verdade, um posto de comando externo, que ocupava somente metade da capota. O barco, de R$ 12 milhões, navegava com três motores Volvo IPS 1200, de 900 hp cada.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Da Itália veio o maior barco do salão: a Azimut Grande 100. Um dos mais luxuosos do Brasil naquele período — na época, o único modelo das Américas –, a embarcação dispunha de 4 suítes, sendo que a principal delas, na proa, tinha o tamanho de um apartamento completo. No fly, espaço suficiente para uma cozinha com mesa para 10 pessoas e, na motorização, 2 motores de centro de 2200 hp cada. O preço? R$ 25 milhões.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Seguindo uma tendência mundial daquele ano, a brasileira Intermarine apresentou um modelo de 65 pés em que o fly dispunha de cobertura, o que possibilitava aos passageiros a opção de controlar a entrada de luz solar no local, graças a uma capota de lona móvel. A lancha, única desse porte à época com 4 camarotes, era empurrada por dois motores de centro de 1200 hp cada.

 

Diretamente da Inglaterra, o Sunseeker Manhattan 63 atracou no Rio como um barco elegante, em que as linhas esportivas da embarcação registravam a marca do estaleiro inglês e a exigência dos ingleses no acabamento do barco. Com 4 camarotes (3 com suíte) e um fly com solário envolvendo o posto de pilotagem, o barco de R$ 9 milhões navegava com 2 motores de centro entre 800 e 1200 hp cada (ou Volvo IPS).

Foto: Arquivo Revista Náutica

O Francês Prestige 550 Fly atracou no Píer Mauá para agradar os que buscavam por espaço. Com 55 pés, a embarcação trazia, só na sala, 3 sofás, uma cozinha separada por uma bancada e um acesso exclusivo ao camarote principal, à meia-nau. A lancha, equipada com dois motores centro-rabeta com propulsão Zeus de 600 hp cada, foi comercializada por R$ 4,2 milhões.

 

Nos jets, destaque para o Sea-Doo GTX Limited iS 260, de 260 hp, que saia por R$ 77 mil, e para o Yamaha FX Cruiser SHO, com motor de 4 tempos de 1800 cm³ e valor de R$ 59 mil. O Zefir 3.2 também chamou atenção, não pela potência ou preço, mas por ser um bote com cara de jet, com motor de popa de 30 hp.

Outras atrações da 16ª edição do salão carioca

Ainda nos destaques do Boat Show daquele ano, mas para além dos barcos, estava a “Semana Náutica”, que reuniu, antes e durante o salão, sete modalidades aquáticas: wakeboard, esqui, canoagem, vela, rali, stand up paddle e foto submarina.

 

Nesta última, mais de 30 mergulhadores se aventuraram nas imediações de Ilha Comprida, no arquipélago das Cagarras, em busca da melhor foto submarina das águas que banham o Rio.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Também nos esportes aquáticos, a 14ª Regata Rio Boat Show reuniu mais de 150 veleiros, divididos em 18 categorias — inclusive com uma novidade: o minicircuito Rio, com veleiros de oceano e monotipos de até 32 pés.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Assim como na 1ª edição do salão no Píer Mauá, carrinhos elétricos facilitaram a vida dos visitantes, que puderam aproveitar o melhor da feira enquanto davam uma voltinha no veículo. Um espaço para as crianças também facilitou a vida dos pais que foram ao salão em busca de um barco, já que, por lá, os pequenos podiam passar o tempo aproveitando atividades recreativas.

Confira mais fotos da edição de 2013 do Rio Boat Show

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Rio Boat Show 2024

Evento náutico mais charmoso do Brasil, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. As águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recebem o evento entre os dias 28 de abril e 5 de maio. Por lá, o grande público poderá ver de perto os principais lançamentos e destaques do mercado náutico com barcos na água e test-drive de embarcações.

O repertório é grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estarão reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibe destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

 

O público da 25ª edição do evento terá ainda atrações diversas, como palestras, desfile de moda e o tradicional Desfile de Barcos — em que os modelos de destaque do evento navegam pela Baía de Guanabara, junto com um show de luzes, música e até mestre de cerimônia.

Anote aí!

RIO BOAT SHOW 2024
Quando: De 28 de abril a 5 de maio;
Horário: De segunda a sexta-feira, das 15h às 22h | sábado e domingo, das 13h às 22h;
Onde: Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique, S/N, Glória);
Ingressos: site oficial de vendas
Mais informações: rioboatshow.com.br.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Teste Solara 380 Bowrider: lancha encanta com amplos espaços e boa navegabilidade

    Muito agradável para uso externo, a nova embarcação tem aberturas laterais na popa, solário triplo e cockpit espaçoso

    Novo jet elétrico do Batman traz ficção à vida real em embarcação de luxo limitada

    Batizado de Maverick GT Stormy Knight, 27 unidades do jet serão comercializadas pela própria Wayne Enterprises

    Na Espanha, praia de areia preta já abrigou espiões da Guerra Fria e hoje é point de turistas

    Playa de Puerto Naos contrasta escuridão da areia com azul do mar e simpáticos prédios coloridos, além de ostentar o selo Bandeira Azul

    Dupla brasileira disputará volta ao mundo de veleiro na Globe 40

    Desafio chega à segunda edição como o mais forte em duplas dentro da modalidade

    Na popa de superiate, Bugatti atrai olhares durante GP Mônaco de Fórmula 1

    Pelo 2º ano, influenciador içou carro de luxo para dentro de embarcação -- dessa vez, uma 170 pés