Primeiro catamarã a hidrogênio dos EUA está pronto para servir como balsa

Guarda Costeira norte-americana autorizou o início do serviço, que transportará até 75 pedestres por vez pela Baía de San Francisco

23/05/2024
Foto: Instagram @switchmaritime/ Reprodução

O primeiro catamarã dos Estados Unidos movido a hidrogênio está pronto para ganhar as águas com serviço de balsa. Fruto de um trabalho iniciado cinco anos atrás, a Sea Change, embarcação de 70 pés, recebeu o Certificado de Inspeção (COI) da Guarda Costeira do país, documento que autoriza o início das operações.

Capaz de transportar até 75 pessoas, o catamarã a hidrogênio ficará ao longo de seis meses em um serviço público de ferry boat para pedestres na Baía de San Francisco. A previsão é iniciar a operação em junho, após um evento oficial de lançamento. Passado esse período, deverá seguir para outra rota, dessa vez a longo prazo.

Foto: Instagram @switchmaritime/ Reprodução

A construção da Sea Change começou com a SWITCH Maritime, responsável pelo casco e superestrutura. Depois, a embarcação seguiu para a All American Marine, que instalou células de combustível, tanques de armazenamento de hidrogênio e concluiu os demais pontos necessários.

Como funciona o catamarã a hidrogênio

Para garantir emissão zero, a Sea Change utiliza células de combustível de hidrogênio que alimentam dois motores totalmente elétricos. A forma com que ela funciona marca mais um passo dentro dos esforços focados em ampliar a descarbonização marítima.

Foto: Instagram @switchmaritime/ Reprodução

A promessa é de que o desempenho seja similar ao dos barcos movidos a diesel, já que o catamarã a hidrogênio consegue atingir velocidade de até 15 nós e percorrer distâncias de até 300 milhas náuticas.


O projeto recebeu importante apoio municipal. O Conselho de Recursos Aéreos da Califórnia, iniciativa do estado que trabalha para reduzir as emissões de gases do efeito estufa, doou US$ 3 milhões para a construção da Sea Change.

 

Além disso, o catamarã a hidrogênio obteve a primeira garantia de empréstimo do programa Climate Tech Finance, também da Califórnia, que atua desde 2018 para capacitar novas tecnologias capazes de combater as mudanças climáticas e viabilizar um futuro mais sustentável.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés

    Com sucata, mecânico constrói barco à mão para ajudar ilhados no Rio Grande do Sul

    Geraldo perdeu quase tudo na enchente, menos a vontade de ajudar ao próximo