Team Brazil fica em último na estreia de corrida de barcos elétricos

Primeiro GP da E1 Series, realizado na Arábia Saudita, teve equipe de Tom Brady como vencedora; confira

09/02/2024
Foto: Instagram @e1teambrazil/ Reprodução

Não foi das melhores a estreia do Team Brazil na E1 World Championship Series, a primeira competição de corrida de barcos elétricos, que tem times fundados por atletas e celebridades — como Tom Brady e Rafael Nadal. No primeiro circuito da temporada, realizado em Jeddah, na Arábia Saudita, o time “brasileiro” ficou na última posição.

Na primeira etapa de corridas oficial da E1, que aconteceu em 3 e 4 de fevereiro, o Team Brazil caiu nas semifinais e terminou atrás do Team Checo (de Sergio Pérez, piloto de Fórmula 1); Team Drogba (ex-jogador de futebol); e Team Aoki (do DJ de mesmo nome), respectivamente. Assim, o circuito chamado Place Race foi vencido pelo time Checo.

Foto: Instagram @e1teambrazil/ Reprodução

Com o piloto sueco Timmy Hansen e a pilota britânica Catie Munnings, os “brazilians” não passaram da terceira posição durante a corrida. Assim, termina na lanterna não só desta etapa, mas também da classificação geral do torneio, que tem o Team Brady — sim, aquele Brady — , na liderança.

 

 

A equipe do Team Brazil não teve a melhor volta em nenhuma etapa, não passou das semifinais e nem sequer foi o melhor time nas qualificatórias — ficou em terceiro. Logo, soma apenas um ponto na classificação geral, conquistado pela última posição do Place Race. Achou o regulamento confuso? Calma, explicamos!

Como funciona a E1 Series?

A E1 Series é uma corrida de alta velocidade em barcos conhecidos como “Racebirds”, que podem chegar a quase 100 km/h, alimentados por baterias elétricas, e usam a tecnologia de hidrofólios para “planar sobre as águas” — assim como já acontece com os veleiros da célebre America’s Cup.

Foto: Instagram @e1teambrazil/ Reprodução

O GP da E1 funciona da seguinte forma: há uma corrida qualificatória com os oito barcos do torneio — o time que termina na primeira colocação ganha um ponto extra. Na fase seguinte, há duas semifinais (com quatro equipes cada). Os dois melhores de cada chave avançam para a Super Final, disputada por quatro equipes.

Foto: Instagram @e1series/ Reprodução

Já os quatro times que não avançam para a final do GP disputam o Place Race, que serve para somar pontos na classificação geral. Entenda como ficam as pontuações de cada colocado ao final do Grande Prêmio:

  • 1º colocado (vencedor da Super Final): +20 pontos;
  • 2º colocado (vice da Super Final): +16 pontos;
  • 3º colocado (terceiro da Super Final): +13 pontos;
  • 4º colocado (último da Super Final): +10 pontos;
  • 5º colocado (primeiro do Place Race): +7 pontos;
  • 6º colocado (vice do Place Race): +5 pontos;
  • 7º colocado (terceiro do Place Race): +3 pontos;
  • 8º colocado (último do Place Race): +1 ponto.

Vale destacar que a equipe com a volta mais rápida também ganha um ponto extra. Além disso, todas as etapas — Place Race e Super Final — são disputadas duas vezes, visto que toda equipe da E1 Series tem dois pilotos — um homem e uma mulher — , e cada um pilota uma vez dentro dessas fases.

Torcedores, calma

Além de ficar em último lugar, é importante dizer que a equipe que homenageia o Brasil foi a que teve menos tempo de preparação para a disputa. Isso porque o anúncio da entrada do Team Brazil na liga foi em 10 de janeiro, enquanto a divulgação de quem eram os pilotos aconteceu no dia 15 do mesmo mês. Assim, Timmy Hansen e Catie Munnings tiveram míseros 19 dias de treinamento para o GP de Jeddah.

Catie Munnings (á esquerda) e Timmy Hansen (à direita). Foto: Instagram @e1teambrazil/ Reprodução

Eu acho que eu e o Timmy estamos aprendendo muito como um time e também com os engenheiros. Todo mundo é novo nisso- Catie Munnings

O dono da equipe é o conhecido Marcelo Claure, boliviano milionário que fundou o Inter Miami — time de futebol dos Estados Unidos onde joga Lionel Messi — , comprou o Bolívar — time de futebol mais vitorioso da Bolívia — e adquiriu, em sociedade com o Grupo City, a maior parte do Girona, vice-líder da La Liga.

Foto: Instagram @e1teambrazil/ Reprodução

Pode-se dizer que a maioria de suas equipes alcançaram o sucesso comercial ou esportivo, seja em disputas nacionais ou internacionais. Então, se tivemos calma, quem sabe o Team Brazil também não vira uma equipe de sucesso na E1?

 

A próxima etapa, que será em Veneza, na Itália, está marcada para os dias 11 e 12 de maio.

 

Por Áleff Willian, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 99

    Evento se destacou por trazer inovações que foram além dos barcos para 51 mil visitantes

    Rio Boat Show 2024 será palco para estreia da Schaefer V44 em águas brasileiras

    Lançamento walk around da Schaefer Yachts estará nas águas da Marina da Glória, de 28 de abril a 5 de maio

    Megaiate apreendido vira "batata-quente" para os Estados Unidos; entenda o caso

    Governo norte-americano quer vender embarcação e alega não ter condições de pagar manutenção

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta