Peixe que ‘prevê terremoto’ gera medo ao aparecer na costa do México e Vietnam

Popularmente chamado de ‘peixe do fim do mundo’, espécie atinge comprimentos enormes e é cercada por lendas

11/06/2024
Foto: Wikimedia Commons

Nas lendas japonesas, avistar um peixe-remo em águas superficiais é um mal agouro, já que ele teria, supostamente, o poder de ‘prever’ terremotos. A teoria, no entanto, não se restringe ao país asiático: ao aparecer no México e Vietnam nas últimas semanas, a espécie despertou uma onda de especulações.

Cientificamente chamado de Regalecus glesne, o animal é popularmente conhecido como ‘peixe do fim do mundo’ e pode chegar a impressionantes 11 metros de comprimento — o que o torna um dos peixes ósseos mais longos do mundo, segundo a National Geographic.

Foto: Flickr/ Udo Schröter/ Reprodução

Como habita águas profundas, até mil metros oceano abaixo, raramente é visto na superfície. O problema está, justamente, quando ele é encontrado longe de seu habitat preferido.

‘Peixe do fim do mundo’ prevê terremotos?

A espécie foi flagrada por pescadores, no México, enquanto sofria um ataque de tubarão. Já no Vietnam, ela apareceu em uma praia, na cidade de Hue. Nos últimos meses, houve ainda avistamentos no Japão e Chile.

 

Conforme o folclore japonês, a espécie sobe à superfície sempre que um abalo sísmico está prestes a ocorrer — daí o medo que gera ao ser visto no mar. A crença se popularizou ainda mais em 2011, quando a cidade de Fukushima foi arrasada por um tsunami, após vários encontros com o peixe-remo.


No entanto, cientistas indicam que não há indícios de que a espécie tenha relação com os terremotos. Segundo estudos, o peixe é extremamente sensível a mudanças no ambiente em que vive e, por isso, sobe à superfície.

 

Conforme elencado pelo portal O Globo, dentre os motivos que o fazem migrar estão alterações nas correntes oceânicas ou na temperatura da água, além de doenças e ferimentos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Peixe-lua encontrado em praia dos EUA pode ser o maior já registrado na história

    Espécie rara de 2,2 metros foi encontrada já sem vida na cidade de Gearhart, no estado de Oregon

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares