Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2008

Em sua 11ª edição, o salão teve entre suas embarcações o jet mais potente do mundo, que saia por R$ 61 mil

22/03/2024
Foto: Arquivo Revista Náutica

Em 2024, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição. Para comemorar esse momento histórico, a equipe de NÁUTICA vai revisitar o passado novamente para mais uma edição da série Memória Náutica. Hoje é dia de relembrar o Rio Boat Show 2008, ano em que “a Marina da Glória quase ficou pequena para tantos barcos”, como retratou a edição 237 da Revista Náutica.

Como de praxe, o evento que aconteceu de 4 a 13 de abril de 2008 teve muitos barcos sobre as águas da Baía de Guanabara e, quem se interessou em voltar para casa já contando milhas, pôde testá-los lá mesmo. Com lançamentos, atrações e serviços exclusivos para o público, o Rio Boat Show de 2008 deu sequência à trajetória já consagrada do salão.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Bons lançamentos e serviços exclusivos aos visitantes. Quem foi ao salão, não se decepcionou– afirmou a edição 237 da Revista Náutica

O que acontecia no mundo em 2008

No ano em que a Google lançou o sistema Android, no cinema, Tropa de Elite conquistava o Urso de Ouro, prêmio de melhor filme do Festival de Berlim. Em 2008, o Brasil teve um bom resultado nas Olímpiadas de Pequim, na China. O país conquistou três inéditas medalhas de ouro, quatro de prata e nove de bronze, somando participação recorde em finais, com 38.

 

Entre os medalhistas dourados estavam os atletas Maurren Maggi (atletismo), Cesar Cielo (natação) e a equipe feminina de vôlei. Foi em 2008, inclusive, que o Rio virou finalista para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Também foi o ano em que nasceu Rayssa Leal, a medalhista olímpica do skate.

 

Ainda em 2008 nascia o Canal Náutica no YouTube, a partir das mãos de Iberê Thenório, conhecido por fundar um outro canal de sucesso na plataforma: o Manual do Mundo. Naquele ano, Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri conseguiram chegar ao topo do Monte Everest, se juntando a outros 5 na lista de brasileiros que alcançaram o feito.

As atrações do Rio Boat Show 2008

Enquanto em 2007 o Boat Show chamou atenção do público com uma embarcação feita de papelão, em 2008 a bola da vez foi a réplica de um junco chinês feito a mão, com mais de 30 metros de comprimento e 400 metros quadrados. Batizado de Kublai’s Kahn II, a embarcação remetia a um modelo oriental tradicional do século 15, considerado por historiadores como o mais significativo da navegação na história.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

O espanhol Teclo González, a carioca Cyca Mattos e seus três filhos levaram ao evento a experiência de morar em um veleiro, no Pier dos Cruzeiristas. A bordo do Yemanjá Dos, naquela época, a família já somava 3 anos “pulando” de porto em porto. De acordo com eles, em 2008, era possível levar uma vida assim com cerca de R$ 2,5 mil por mês (fora manutenção e combustível).

Foto: Arquivo Revista Náutica

Durante os dias do salão, as palestras do 12º Encontro Náutico Brasileiro lotaram o palco do auditório do Rio Boat Show. Na ocasião, cruzeiristas, técnicos, mergulhadores e até projetistas levaram suas experiências ao público. Dentre as palestras mais disputadas, estava a do engenheiro Jorge Nasseh, que mostrou o projeto de um barco-escola criado para as águas dos rios da Amazônia.

As palestras avançavam pela noite. Muita gente foi ao salão para ver e ouvir também– dizia a edição 237 da Revista Náutica

Foto: Arquivo Revista Náutica
Jorge Nasseh teve palestra disputada durante o Rio Boat Show 2008. Foto: Arquivo Revista Náutica

Para quem não tinha a carteira de habilitação de arrais amador, o Boat Show de 2008 foi uma grande chance de, mais uma vez, fazer o curso preparatório gratuito e realizar da prova online ali mesmo, para sair do evento já habilitado.

Foto: Arquivo Revista Náutica

E como nem só de barcos vive o Boat Show, em 2008 a Audi escolheu o salão náutico para apresentar seu novo carro, o modelo R-8 — à época, recém chegado ao Brasil. Para isso, a marca resolveu inovar, e colocou o veículo superesportivo dentro de um iate, o Pink Fleet.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Barcos que foram destaque do Rio Boat Show 2008

Entre os barcos que agitaram as águas da Baía de Guanabara em 2008, estava a Pershing 55, da Spirit. O modelo se destacou à época por ser a única lancha cabinada com características offshore feita pelo estaleiro em solo brasileiro. Outro ponto forte da embarcação era sua velocidade, já que o modelo podia ser equipado com até dois motores de 1100 hp cada — não à toa, o piloto Felipe Massa foi dono de um modelo.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Se você pensa que o sistema IPS é novidade, está muito enganado. Já naquela época, a Intermarine apresentava seu modelo 48S (pela primeira vez no Rio), que já saia de fábrica equipada com a tecnologia.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Como de costume, a Schaefer Yachts também levou novidades ao salão. Naquela oportunidade, o estaleiro apresentou sua Phantom 260, uma cabinada com bastante espaço no cockpit, que entrava como boa opção no concorrido mercado das embarcações de 26 pés — e foi um sucesso no salão.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Tida como uma lancha para a família, a Real 26 open foi mais uma opção entre os barcos de 26 pés. A proposta da Real Powerboats com o modelo era oferecer uma embarcação cheia de conforto e com bastante espaço para a família, sem que o novo dono precisasse abrir mão de um barco que navegasse bem.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Para quem foi ao salão em busca do primeiro barco, um modelo que se destacou foi a Ventura 175, que, além de se encaixar bem à proposta pelo tamanho, era também muito em conta, saindo, à época, na casa dos R$ 40 mil (já com motor de 60 hp). Outro ponto interessante do barco era que, por conta do tamanho, a lancha podia ser facilmente rebocada nas estradas.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Nos jets, destaque para modelos da Yamaha e Sea-Doo. O Yamaha FX Cruiser SHO era o jet mais moderno e poderoso da marca à época, com um casco 25% mais leve que os convencionais. Já o RXP-X, da Sea-Doo, esbanjava 255 hp de potência, e era considerado, naquele ano, o modelo mais potente do mundo. Já naquela época com um painel recheado com 20 funções, o jet saia por R$ 61 mil.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Confira mais fotos da edição de 2008 do Rio Boat Show

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Vem aí o Rio Boat Show 2024!

Evento náutico mais charmoso do Brasil, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. As águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recebem o evento entre os dias 28 de abril e 5 de maio. Por lá, o grande público poderá ver de perto os principais lançamentos e destaques do mercado náutico com barcos na água e test-drive de embarcações.

O repertório é grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estarão reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibe destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

 

O público da 25ª edição do evento terá ainda atrações diversas, como palestras, desfile de moda e o tradicional Desfile de Barcos — em que os modelos de destaque do evento navegam pela Baía de Guanabara, junto com um show de luzes, música e até mestre de cerimônia.

Anote aí!

RIO BOAT SHOW 2024
Quando: De 28 de abril a 5 de maio;
Horário: De segunda a sexta-feira, das 15h às 22h | sábado e domingo, das 13h às 22h;
Onde: Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique, S/N, Glória);
Ingressos: site oficial de vendas
Mais informações: rioboatshow.com.br.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    NÁUTICA Talks terá papo sobre a história dos jets com Renan Macedo

    Fundador da Usina do Jet ainda falará sobre o avanço das corridas e expedições a bordo da embarcação; palestra acontece durante o Rio Boat Show 2024

    Danimar leva scooter aquática e modelos off road ao Rio Boat Show 2024

    Concessionária oficial de marcas como Segway, empresa também apresentará UTV e quadriciclo ao público do evento náutico

    André Homem de Mello recorda histórica volta ao mundo a vela no NÁUTICA Talks

    Primeiro brasileiro a alcançar o feito em solitário e sem escalas integra agenda recheada do Rio Boat Show 2024

    Fernando Moraes conduz mergulho pelas ilhas brasileiras no NÁUTICA Talks

    Biólogo marinho trará à tona detalhes sobre biodiversidade e história de locais emblemáticos durante o Rio Boat Show 2024

    Prós e contras do envelopamento náutico serão discutidos com Pedro Dias no NÁUTICA Talks

    Especialista em adesivagem náutica, "Pedrinho" vai conduzir bate-papo na série de palestras do Rio Boat Show 2024