Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2010

Já em sua 13ª edição, o salão náutico do Rio a cada ano ficava "maior, mais forte e mais cobiçado pelas marcas estrangeiras"

27/03/2024
Foto: Arquivo Revista Náutica

Em 2024, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição. Para comemorar esse momento histórico, a equipe de NÁUTICA vai revisitar o passado novamente para mais uma edição da série Memória Náutica. Hoje é dia de relembrar o Rio Boat Show 2010, ano em que o salão carioca mostrou a força do mercado náutico brasileiro.

O Boat Show do Rio daquele ano superou as expectativas e mostrou que o mercado náutico nacional a cada ano ficava “maior, mais forte e mais cobiçado pelas marcas estrangeiras”, como dizia a edição 261 da Revista Náutica. Nem mesmo as fortes chuvas no Rio — que adiaram o início do salão — conseguiram ofuscar o brilho da feira, que recebeu seus visitantes de 10 a 14 de abril.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Os barcos de grande porte e a maior presença de marcas estrangeiras foram os principais destaques do (lindo) salão carioca deste ano– dizia a edição 261 da Revista Náutica

O que acontecia no mundo em 2010

Pouco antes do salão náutico daquele ano, o estado do Rio de Janeiro recebeu sua maior chuva em 44 anos. Alguns dias depois, a NASA viria a divulgar imagens inéditas da superfície do sol e, embalados pelo Waka-Waka, o mundo pararia para acompanhar a Copa do Mundo de Futebol da África do Sul, vencida pela Espanha contra a Holanda — que eliminou o Brasil nas quartas.


No ano em que a Apple lançou o iPad e o Burj Khalifa (edifício mais alto do mundo) foi inaugurado, Avatar desbancou Titanic e assumiu o posto de maior bilheteria do cinema. No Brasil, o gibi Turma da Mônica celebrava 40 anos, o salário mínimo atingia R$ 510 e o Fluminense se sagrava campeão Brasileiro pela 3ª vez.

Destaques do Rio Boat Show 2010

Foram muitos os barcos que atraíram olhares durante o salão náutico carioca de 2010, tanto entre os estaleiros nacionais, quanto entre os internacionais. Começando por um modelo fabricado em solo nacional, a nova Triton 360 deu seu primeiro ar da graça durante a feira, e chegava com a missão de dar continuidade no sucesso de sua antecessora, a Triton 280.

Foto: Arquivo Revista Náutica

 

A Real levou ao Boat Show sua linha quase completa, com um modelo a mais: a nova 25 pés do estaleiro. A Intermarine aproveitou os bons ventos para apresentar sua nova 54 pés com fly, além de deixar nas entrelinhas que uma nova série de barcos, completamente diferente dos modelos até então, estava saindo do forno.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

O maior barco do salão ficou por conta da italiana Ferretti — que naquele ano oficializava sua presença no Brasil, a partir da Ferrettigroup Brasil –, com uma lancha de 88 pés projetada na Itália e construída no Brasil, a Ferretti 830. O modelo navegava com motorização de dois MTU de 2.030 hp cada.

 

A Azimut, por sua vez, apresentava outro modelo dos grandes: a Azimut 78. A lancha surpreendeu por trazer uma mega suite, equipada com TV suspensa de 42 polegadas, banheiro (alto) com chuveiro no teto e muito espaço livre. Além disso, a embarcação trazia dois motores Man V12 de 1.360 hp cada.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Nos veleiros, destaque para o Oceanis 54, “um veleiro para navegar sem fronteiras”. À época recém-chegada da França, a embarcação da Beneteau brilhou pela modernidade, por ser ideal para longas travessias e por ter espaço suficiente para uma família numerosa viver a bordo.

Foto: Arquivo Revista Náutica

Já nos barcos menores — e mais baratos –, quem chamou atenção foi o Costa Dourada 230, do então jovem estaleiro alagoano Costa Dourada Boats, que estreou no Boat Show com uma embarcação alegre e colorida. O modelo se destacava por ser uma lanchinha de proa aberta, com uma boca mais larga do que o usual — o que a tornava mais espaçosa. O preço também era atraente: R$ 57 mil, já com motor de popa de 150 hp.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Como de praxe, os jets Yamaha e Sea-Doo fizeram a cabeça dos amantes de adrenalina. Na ocasião, ambas as marcas apresentaram novidades em suas linhas. Por parte da Sea-Doo, o novo RXT 260, de 260 hp, era um pouco mais potente que o modelo anterior da marca (255 hp), além de trazer guidão com regulagem até de empunhadura.

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Confira mais fotos da edição de 2010 do Rio Boat Show

Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica
Foto: Arquivo Revista Náutica

Rio Boat Show 2024

Evento náutico mais charmoso do Brasil, o Rio Boat Show chega a sua 25ª edição recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. As águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recebem o evento entre os dias 28 de abril e 5 de maio. Por lá, o grande público poderá ver de perto os principais lançamentos e destaques do mercado náutico com barcos na água e test-drive de embarcações.

O repertório é grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estarão reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibe destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

Publicidade

 

O público da 25ª edição do evento terá ainda atrações diversas, como palestras, desfile de moda e o tradicional Desfile de Barcos — em que os modelos de destaque do evento navegam pela Baía de Guanabara, junto com um show de luzes, música e até mestre de cerimônia.

Anote aí!

RIO BOAT SHOW 2024
Quando: De 28 de abril a 5 de maio;
Horário: De segunda a sexta-feira, das 15h às 22h | sábado e domingo, das 13h às 22h;
Onde: Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique, S/N, Glória);
Ingressos: site oficial de vendas
Mais informações: rioboatshow.com.br.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    NÁUTICA Talks terá papo sobre a história dos jets com Renan Macedo

    Fundador da Usina do Jet ainda falará sobre o avanço das corridas e expedições a bordo da embarcação; palestra acontece durante o Rio Boat Show 2024

    Danimar leva scooter aquática e modelos off road ao Rio Boat Show 2024

    Concessionária oficial de marcas como Segway, empresa também apresentará UTV e quadriciclo ao público do evento náutico

    André Homem de Mello recorda histórica volta ao mundo a vela no NÁUTICA Talks

    Primeiro brasileiro a alcançar o feito em solitário e sem escalas integra agenda recheada do Rio Boat Show 2024

    Fernando Moraes conduz mergulho pelas ilhas brasileiras no NÁUTICA Talks

    Biólogo marinho trará à tona detalhes sobre biodiversidade e história de locais emblemáticos durante o Rio Boat Show 2024

    Prós e contras do envelopamento náutico serão discutidos com Pedro Dias no NÁUTICA Talks

    Especialista em adesivagem náutica, "Pedrinho" vai conduzir bate-papo na série de palestras do Rio Boat Show 2024